HomeBebêsAnsiedade de separação: Como lidar com as crises do bebê?
ansiedade de separação

Ansiedade de separação: Como lidar com as crises do bebê?

Uma das etapas do desenvolvimento do bebê é a ansiedade de separação, nome atribuído a uma “crise”, fase que costuma ter início aos seis meses e ter seu pico entre o 10º e o 18º mês de vida da criança.

ansiedade de separação

Ansiedade de separação

Também conhecida como angústia de separação, essa fase é marcada por uma grande dependência emocional e o percebimento de um mundo fora do âmbito familiar. O bebê fica mais carente e apegado à mãe, sentindo uma grande angústia quando ela se ausenta.

É quando ele percebe que ele e a mãe não são a mesma pessoa e nasce o medo que ela desapareça para sempre. Alguns bebês podem começar a dar sinais de ansiedade de separação bem pequenos, perto dos quatro meses.

Ligação entre mãe e bebê

Para o bebê, a mãe é seu porto seguro! E esse laço se fortalece diariamente, com o toque, a amamentação, o colo. Na medida que a criança vai se desenvolvendo, sua percepção sobre a segurança materna aumenta também e eles logo sentem quando ficam separados da mãe. É natural que o bebê se angustie com a sua ausência.

ansiedade de separação

Sintomas da ansiedade de separação

Alguns bebês sentem a ansiedade de separação de forma mais latente que outros mas, em geral, a maioria apresenta maior irritabilidade longe da mãe, ficam mais chorosos e apresentam alterações no sono e apetite. Os bebês amamentados também solicitam ficar mais tempo no seio, protegidos pelo colo da mãe. 

Paciência e carinho são chaves para lidar com a ansiedade de separação

A ansiedade de separação só vai amenizar quando a criança compreender que a mãe sempre volta. Mas, até lá, a família deve ter paciência para lidar com a situação, sem perder a calma nos momentos de birra. Confira dicas, de acordo com a idade da criança:

Antes de 1 ano:

– Não deixe o bebê com uma pessoa que ele não está acostumado a conviver. A criança deve estar à vontade e criar um vínculo, demonstrando afinidade para que fique menos ansiosa. Até que isso aconteça, esteja sempre por perto.

– O processo de separação é mais fácil quando é estimulado pela própria criança, como quando ela engatinha até outro cômodo sem você. Aguarde alguns segundos para ir atrás, deixando que a criança experimente maior autonomia.

– Brincadeiras de “esconde-esconde” são ótimas para mostrar que a mamãe “some”, mas sempre volta.

– Se o bebê chorar, não deixe de acalentá-lo. Dar colo e mostrar que a mamãe sempre se importará com os seus sentimentos, aumenta a confiança entre a família e ameniza a ansiedade de separação.

ansiedade de separação

Entre 1 e 2 anos:

– Converse sempre com a criança, explicando quando precisar sair. Não saia escondido, pois o sentimento de ver sua mãe “desapareceu” pode aumentar a ansiedade de separação. Sempre dê tchau!

– Não demonstre tristeza ou descontentamento ao sair, pelo menos na frente da criança. Ela deve sentir segurança!

Depois dos 2 anos:

– A ansiedade de separação tende a melhorar bastante nessa fase, pois a criança já desenvolveu mais autonomia, desejando independência para explorar o mundo. Mas mantenha a sua postura, com as dicas acima, para não desencadear uma nova crise.

Fique atento se a criança apresentar frequentemente dor de cabeça, náuseas, vômitos, falta de ar, palpitações, agressividade ou tiver medos em excesso. Busque orientação de um profissional, pois podem ser sintomas de um distúrbio da ansiedade de separação.

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais

Coisas para bebê: 10 itens que você precisa comprar!

Como economizar nas fraldas descartáveis?

Acessórios para quarto de bebê: 5 produtos para uma decoração funcional

Bebê conforto e carrinho devem ser higienizados

Como escolher o melhor hidratante para bebê?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.