HomeBebêsBebê com Dor: saiba quando os incômodos aparecem e o que fazer
bebê com dor

Bebê com Dor: saiba quando os incômodos aparecem e o que fazer

Um bebê com dor é motivo de preocupação para os pais, que muitas vezes não imaginam a causa desses incômodos. Essa situação é muito comum, afinal, quando nos tornamos pais, novas descobertas acontecem praticamente todos os dias.

Chegou a hora de descomplicar esse assunto e entender mais sobre as dores mais frequentes sofridas pelos bebês.

bebê com dor

Bebê com dor? Entenda as principais causas em cada fase:

0 a 6 meses – Otite e dor por refluxo gastroesofágico. A principal dor é a cólica.

Uma dica simples é fazer compressas mornas, massagens na barriga no sentido horário do trânsito intestinal e a “bicicletinha”, que consiste em flexionar e estender as pernas da criança.

6 meses a 1 ano – Dor abdominal. A principal dor é causada pelo nascimento dos dentes.

Uma opção para aliviar o desconforto é oferecer um mordedor gelado. Outra alternativa é fazer um picolé de leite materno ou de alguma fruta pura, sem adição de açúcar.  

1 a 2 anos – Dores funcionais, alterações de crescimento, acidentes e traumas. A principal dor é a por acometimento viral.

Os pais devem investir em hidratação e com bastante água e fritas com alta porcentagem de líquidos, como melancia, melão e laranja. A consulta ao pediatra é imprescindível. Somente esse profissional pode dar um diagnóstico preciso para os pais de um bebê com dor.  

Estudo aponta que dor nas meninas é levada menos a sério

Será que a dor sentida por meninos e meninas pode ser diferente?! Segundo especialistas, este estereótipo de gênero pode prejudicar até o atendimento das crianças nos serviços de saúde. 

O novo estudo, publicado por psicólogos da Universidade Yale, nos Estados Unidos, contou com a participação de 264 participantes. A pesquisa foi feita com participantes adultos, que assistiram ao vídeo de uma criança sem identificação clara de gênero sendo picada no dedo para coletar sangue.

Depois, metade do grupo ouviu que se tratava de uma menina e a outra metade um menino recebendo a picada. Os voluntários tinham que classificar a quantidade de dor que a criança estava sentindo e demonstrando. 

bebê com dor

Análise de dados

Na análise de dados, os pesquisadores viram que o nível de dor foi considerado mais alto entre os meninos. Por outro lado, ao analisar a demonstração desse incômodo, a percepção geral era de que os meninos, apesar de teoricamente estarem sofrendo mais, demonstravam menos dor.

A diferença de julgamento nesse segundo quesito foi maior entre os participantes homens do que nas mulheres. Para os autores do estudo, esse tema é relevante especialmente para hospitais, clínicas e pronto-socorros infantis, onde o nível de dor é um critério fundamental na triagem de pacientes. Eles afirmam ainda que qualquer julgamento enviesado sobre dor, poderia levar a um atendimento desigual de saúde.

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??

Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

Leia Mais:

Como aproveitar a primeira Páscoa do bebê?

5 aplicativos de gravidez que não podem faltar no seu celular

Sintomas de Gravidez: saiba quando cada um deles acontecem

Frutas para Bebês: quais os benefícios e como oferecê-las?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.