HomeBebêsBebês e animais de estimação: 6 dicas de convivência saudável
bebês e animais

Bebês e animais de estimação: 6 dicas de convivência saudável

Tem cena mais fofa do que ver os bebês e animais de estimação juntinhos? Essa relação é muito saudável na família, que muitas vezes já tem o PET antes de engravidar. Tem espaço e muito amor para todos, basta ter alguns cuidados.

É preciso levar em conta de como a presença do gato, cachorro ou outro animal de estimação vai afetar a saúde física e emocional da criança e também dos papais. Afinal, ambos dão trabalho para cuidar direitinho. 

bebês e animais

Veja como lidar com bebês e animais:

1 – Prepare o primeiro contato

Quem pensa que o primeiro contato é só quando o bebê nasce, se engana. O bichinho de estimação precisa estar pertinho desde a gravidez. Geralmente, eles têm um instinto protetor e querem ficar sempre perto.

Também vale para ensinar limites para o pet. Ensinar que o novo cômodo é o quarto do bebê, por exemplo, e que não pode entrar no berço ou na cama. É importante fazer essa associação antes do pequeno nascer, para que ele não associe a proibição ao novo membro da família, gerando ciúmes. 

bebês e animais

Outra forma legal de introduzir os bebês e animais é mostrar as roupinhas e objetos. E qual grávida não ama conversar com a barriga? Chame o bichinho para esses momentos também. Mencione o nome e encoraje o animal a emitir sons para que seu pequeno reconheça quando nascer. Se eles sabem qual é a voz do papai e da mamãe, com certeza saberão reconhecer o irmão de quatro patas. 

Depois do nascimento, o primeiro encontro deve ser feito com calma. Deixar que o animal veja, cheire e entre em contato com o bebê. Não demonstre tensão para não transmitir o sentimento. 

bebês e animais

2 – Não deixe o bebê e animais de estimação sem acompanhamento de um responsável

Mesmo que seu bichinho seja o mais dócil, ainda assim não é seguro deixá-los a sós com o bebê. Além da curiosidade natural, os animais tem instintos e modos de interpretar movimentos de forma diferente. O que pode ser apenas um movimento involuntário para o bebê, para o animal pode representar um convite para uma brincadeira.

Essa dica é legal para o bem-estar de ambos. Não é legal assustar e machucar o bebê, como também culpar o bichinho por ser apenas um bichinho. 

bebês e animais

3 – Respeite o tempo de adaptação dos bebês e animais

Nem tudo são flores. O contato do bebê do animal de estimação pode não ser um sucesso de primeira. É preciso considerar que seu amigo de quatro patas já está acostumado a uma rotina e com a presença de certas pessoas, além já ter afeição e vínculos com os adultos. A chegada de um novo membro na família pode causar estranheza e até mesmo a sensação de solidão. Não o deixe de lado. Mesmo que o recém-nascido demande mais tempo, separe um momento para brincar e deixar ele fazer parte da rotina. 

bebês e animais

A mesma coisa acontece com o bebê. No começo ele pode estranhar e chorar com a presença do bicho, mas não quer dizer que eles não serão bons companheiros. Amizades levam tempo para serem construídas! 

Outra dica valiosa é reforçar que a presença do bebê é uma coisa boa, oferecendo recompensas, como petiscos, quando ele estiver por perto.

4 – Mantenha as vacinas do animal em dia

O recém-nascido não tem seu sistema imunológico totalmente desenvolvido, então, qualquer exposição a vírus, bactérias e fungos podem causar problemas maiores do que em adultos.

Assim como os cuidados de higiene valem para os humanos, os bichinhos também precisam passar pelos critérios básicos. Além das vacinas, visitas ao veterinário para fazer um controle preventivo de doenças é essencial. 

5 – Reforce a higiene dos ambientes 

Os cuidados de limpeza devem ser reforçados desde o momento em que os pais descobrem a gravidez! 

As famílias que têm gatos, por exemplo, devem evitar o contato da grávida com a caixa de areia dos felinos, por exemplo. Os felinos são hospedeiros de um protozoário que é um dos principais causadores de uma doença grave e conhecida das gestantes, a toxoplasmose. Mas sem neura! Se não tiver ninguém para limpar, use luvas.

E nada de pensar em doar seu gatinho. A doença só é transmitida se as fezes do gato entrarem em contato com a boca. Além disso, o bichinho só transmite se estiver doente.

bebês e animais

Animais que passeiam ou ficam soltos em jardins podem pisar em suas próprias fezes e urinas, além de sujeiras da rua. Limpar os ambientes com frequência é essencial para uma relação saudável entre bebê e animal de estimação. 

Lembre-se que a sujeira atrai mosquitos e outros vetores de doenças!

6 – Ensine a importância do cuidado e do respeito aos animais

A palavra NÃO é essencial aqui! O primeiro passo é dar bons exemplos no cuidado e respeito aos animais. É a melhor forma de mostrar como tratar o bichinho, com amor e muito carinho. Nada de bater, gritar e chutar. 

Os bebês podem não entender no início e acabar puxando o pêlo sem querer ou dar um tapa mais forte. Por isso, não pense que “ele não sabe”. Quanto antes ensinar, melhor.

Rotina de passeios e brincadeiras também mostram à criança como lidar. 

E as alergias?

Bom, estudos mostram que animais domésticos ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Ou seja, se o pequeno tiver contato desde cedo, pode ter menos menos chance de desenvolver alergia. Fique de olho! Só com o tempo você poderá ter um diagnóstico correto de alergia. Não se precipite.

Tempo, paciência e muito amor definem uma convivência ideal entre bebês e animais de estimação. 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Ensaio gestante com cachorro: 35 fotos que vão te encantar

Saiba identificar e lidar com a crise dos 6 meses do bebê

Alerta fofura! Ensaio com bebês homenageia profissionais da linha de frente

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário