HomeBebêsCérebro do bebê: você pode estimular seu desenvolvimento
cérebro do bebê

Cérebro do bebê: você pode estimular seu desenvolvimento

Um dos primeiros órgãos que se formam durante a gravidez é o cérebro do bebê. Ainda na segunda semana de gestação, quando o embrião ainda mede 3 milímetros, surge o tubo neural que dará origem ao cérebro e à medula espinhal do feto.

Formação do cérebro do bebê

Na 5ª semana de gravidez, o cérebro continua se desenvolvendo com a formação dos hemisférios direito (responsável pelas funções espaciais e visuais) e esquerdo (responsável pela linguagem).

É por causa deste acelerado desenvolvimento que a partir da 10ª semana de gestação, o bebê já começa a mexer os bracinhos e interagir dentro do útero, acumulando uma série de experiências até o parto.

▷ Os movimentos do bebê na barriga

Após o nascimento, cérebro do bebê continua a crescer

Já falamos aqui sobre a importância da moleira, que existe para proteger o cérebro do bebê e permitir seu crescimento. Isso acontece porque, após o parto, o cérebro continua a se desenvolver, atingindo seu auge nos primeiros 3 anos. E não pára por aí: estudos mostram que até os 8 ou 9 anos, algumas áreas do cérebro ainda não estão formadas.

Essa é uma condição biológica da criança. Mas é possível que os pais estimulem um desenvolvimento mais saudável do cérebro do bebê. Preparamos algumas dicas:

1 – Interação desde recém-nascido

O cérebro do bebê responde a estímulos desde os primeiros minutos do dia. Portanto, quanto mais interação melhor para o seu desenvolvimento. É importante que os pais conversem com a criança, falem devagar, olhem em seus olhos, falem seu nome e os das pessoas que convivem com o bebê.

Mesmo que ele ainda não entenda o significado destas palavras, manter um diálogo com o bebê prepara o seu cérebro para os próximos estágios de sua evolução, para que logo ele comece a entender a linguagem.

cérebro do bebê

É importante que a mãe converse e brinque com o bebê desde recém-nascido, para estimular o desenvolvimento do cérebro

 

2 – Carinho e muito colo

Em um recente estudo realizado pelo Baylor College of Medicine, no Texas (Estados Unidos), os pesquisadores constataram que as crianças que recebem mais carinho dos pais, incluindo abraços, beijos e colo, têm áreas do cérebro maiores em comparação a outras crianças, que não receberam o mesmo tipo de estímulo.

Por isso, os especialistas recomendam o contato físico do bebê com os pais, para diminuir as taxas de estresse na criança e aumentar os sentimentos de bem-estar e segurança emocional, fundamentais para o desenvolvimento do cérebro do bebê.

cérebro do bebê

Crianças que recebem muito carinho, colo e atenção dos pais desde bebês têm melhor desenvolvimento cerebral, segundo pesquisa

 

3 – Brincadeiras estimulam o cérebro

Uma das formas que as crianças mais aprendem é brincando. Não é diferente quando se é bebê. Com a experiência de descobrir novos objetos, coloridos, brilhantes, com texturas e funções diferentes, a criança desenvolve habilidades como a visão, audição e o tato.

As brincadeiras também influenciam regiões do cérebro que liberam noradrenalina, substância que auxilia na capacidade de aprendizado do pequeno. Mas lembre-se: o brinquedo é apenas uma ferramenta. A interação com os pais nos momentos de brincadeira não é substituível. Veja aqui as brincadeiras com crianças de até 1 ano!

Então nada de largar a criança com dezenas de brinquedos eletrônicos e acreditar que está ajudando em seu desenvolvimento. A interação humana é decisiva para este processo de aprendizado durante as brincadeiras.

▷ 11 atividades para bebês que você precisa aprender

cérebro do bebê

As brincadeiras ajudam no desenvolvimento do cérebro do bebê, principalmente quando combinadas à interação dos pais

 

Se você anda sem ideias de como brincar com o bebê e ajudar no desenvolvimento do seu cérebro, confira 3 sugestões fáceis de brincadeiras:

▷ Brincadeiras com o corpo

Você pode estimular o desenvolvimento motor e cognitivo do bebê, brincando com as partes do corpo e falando o nome correto. Abaixo, um exemplo:

  • Pegue na mão do bebê;
  • Coloque a mão do bebê na parte do seu corpo ao mesmo tempo que diz o que ele está tocando (coloque a mão na orelha e fale “orelha”)
  • Inverta o jogo e toque no bebê, falando a parte do corpo dele que está tocando.

Essa é uma brincadeira ótima para crianças entre 6 e 9 meses, que precisam desenvolver experiências táteis para aprender coisas novas. Você pode notar que não basta “ver” algo novo, ele precisa tocar. Essa brincadeira com o corpo pode ser feita no banho também, que é quando os pais tocam todo o corpo do bebê e podem ir enumerando todos os nomes.

▷ A importância das brincadeiras na infância

cérebro do bebê

Brinquedos coloridos, com funções e texturas diferentes, são importantes para auxiliar no desenvolvimento do cérebro do bebê

▷ Esconde-esconde

As brincadeiras de esconde-esconde também são ótimas formas de desenvolver o cérebro do bebê. Confira uma sugestão:

  • Segure um brinquedo que o bebê goste à frente dele;
  • Esconda o brinquedo;
  • Incentive o bebê a procurar o brinquedo, fazendo perguntas como “Onde está o brinquedo? Está no céu?” e depois olhar para cima ou “Ou está no chão?” e olhar para o chão;
  • Pergunte “O brinquedo está nas minhas mãos?” e responder: “Sim, está aqui”. E mostrar o brinquedo em suas mãos.

Comece a fazer essa brincadeira quando o bebê conseguir se sentar sozinho e logo você irá perceber que ele vai passar a procurar o brinquedo. É um ótimo exercício para estimular o desenvolvimento cognitivo e sensorial do cérebro.

▷ Como deixar a casa segura para o bebê engatinhar

cérebro do bebê

Os brinquedos não substituem a interação dos pais durante as brincadeiras, que faz toda a diferença no desenvolvimento do cérebro do bebê a longo prazo

 

▷ Brincadeira com a tampa

Outra brincadeira que pode ser feita após o bebê conseguir se sentar sozinho (próximo dos 6 meses de idade) e auxiliar no desenvolvimento do cérebro.

  • Coloque uma tampa virada para o chão (pode ser de panela), com um brinquedo escondido debaixo dele;
  • Fale “Um, dois, três, magia” e tire a tampa de cima do brinquedo;
  • Esconda o brinquedo novamente e ajude o bebê a levantar a tampa, voltando a repetir “Um, dois, três, magia”.

 

4 – Leitura e o mundo da imaginação

Você sabia que estimular a leitura desde bebê é uma forma de tornar a criança mais interessada nos livros até a vida adulta? Você deve estar se perguntando como fazer um bebê tão pequeno ler, não é mesmo?

Essa interação precoce pode começar com livros próprios para bebês, com imagens grandes e coloridas. Os pais também devem ler para a criança, variando o tom de voz conforme contarem a história.

Uma ótima forma de fazer isso é incluir o momento de leitura na rotina de sono da criança ou até incrementar a atividade com fantoches de dedos ou bichos de pelúcia.

▷ Dicas para o bebê dormir melhor: a importância da rotina de sono

Este tipo de brincadeira estimula a construção da linguagem receptiva do bebê, que é quando ele começa a entender as palavras que são faladas mas ainda não consegue expressar a linguagem da fala, propriamente dita. Você, com certeza, comprova isso em casa se tiver um bebê que ainda não fala mas sabe quando a mamãe fala que é “hora de mamar”.

cérebro do bebê

A leitura pode ser estimulada desde cedo com os bebês, com a contação de histórias e leitura de histórias antes de dormir

 

5 – Música ajuda a despertar as emoções

Essa dica pode começar a ser colocada em prática ainda na gravidez, quando o bebê já consegue ouvir e interagir com sons externos. Especialistas defendem que as gestantes devem ouvir músicas que a relaxem, além de interagir e cantar para o bebê. 

A música é uma forma positiva e relaxante de estimular a criança a desenvolver a linguagem e o aprendizado. Estudos mostram, por exemplo, que crianças que convivem desde cedo em um ambiente musical – com canções e instrumentos – têm mais habilidade de lidar com aspectos emocionais na adolescência e vida adulta.

Sem contar que é super fácil incluir a música na rotina com o bebê. É algo natural para os pequenos. Você pode perceber isso observando a atenção com que os pequenos assistem a desenhos com canções. Então inclua na rotina atividades que envolvam instrumentos musicais e canções de aprendizado infantil.

▷ Top 10 programas da Netflix para bebês

cérebro do bebê

Inclua a música na rotina do bebê com instrumentos musicais e canções de aprendizado. Cantar para o bebê dormir também é uma ideia que estimula o desenvolvimento do pequeno!

   

   

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Viajar com bebê: dicas para escolher um hotel baby friendly

Viajar de avião com bebê: tire as principais dúvidas

Banho de ofurô para bebês tranquiliza e relaxa

Bebê pode entrar na piscina?

Como limpar a banheira do bebê?

A licença maternidade está acabando e agora?

Conheça as vantagens e os diferenciais do YouTube Kids

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.