HomeBebêsChupeta: 5 mitos e verdades sobre o uso desse objeto tão polêmico
chupeta

Chupeta: 5 mitos e verdades sobre o uso desse objeto tão polêmico

Comum no enxoval de bebê, a chupeta é considerada por muitos pais um recurso super útil para acalmar os filhos no início da vida.  O objeto, contudo, é associado a uma possível interferência no desenvolvimento oral e na amamentação, principalmente se utilizado com frequência.

Para os especialistas, usar ou não é uma escolha pessoal da família, lembrando de sempre conhecer os riscos e receber orientações para tomar uma decisão consciente. Para te ajudar nessa missão, selecionamos 5 mitos e verdades sobre o tema.

chupeta

Conheça os principais mitos e verdades sobre o uso da chupeta

1.Chupeta pode atrapalhar a amamentação?

Parcialmente verdade. Em sua diretriz sobre o assunto, a Sociedade Brasileira de Pediatria confirma a relação, embora destaque que as evidências sobre o assunto ainda são conflitantes.

2.Chupeta pode atrapalhar o desenvolvimento oral?

Verdade. Estudos internacionais mostram que o uso prolongado é que está mais associado a problemas dentais. A Sociedade Brasileira de Pediatria alerta em sua diretriz, contudo, que qualquer tipo de uso pode interferir na formação do sistema estomatognático, conjunto de músculos que comanda fala, deglutição e respiração, especialmente quando associado ao desmame, pois o aleitamento é uma etapa fundamental para o desenvolvimento da região.

3.Todo bico de chupeta é igual?

Mito. A Associação Brasileira de Odontopediatria não recomenda o uso de chupetas de nenhum material ou formato. No entanto, em posicionamento oficial, diz que, caso o bebê já tenha o hábito de utilizá-la, algumas características precisam ser levadas em conta. O escudo da chupeta, a parte externa, deve ser côncava e com orifícios de respiração para evitar irritações de pele e lábios. Já o bico deve ser muito macio e “ter o formato que permita que a criança, ao abocanhar a chupeta, possa fechar ao máximo a boca”.

4.Dedo é melhor que chupeta e vice-versa?

Relativo. A necessidade de sugar faz parte do desenvolvimento normal dos bebês e costuma ser suprida pelo aleitamento materno em livre demanda. A Sociedade Brasileira de Pediatria aponta que a sucção do dedo por volta dos dois meses é normal e que não há benefícios em oferecer a chupeta como alternativa. A entidade recomenda que os pais usem estratégias como oferecer mordedores e chocalhos no lugar do dedo.

5.Todo bebê que usa chupetas tem problemas de saúde?

Mito, pois os estudos analisam a incidência de problemas em crianças que usam ou não chupeta – ou seja, trata-se de uma associação, não de uma causa direta. De qualquer maneira, é possível reduzir o perigo dessas complicações, oferecendo pelo menor tempo possível, em momentos estratégicos, de preferência quando outros recursos pacificadores já tiverem falhado ou na hora de dormir, e retirando assim que a criança se acalma ou adormece. 

chupeta

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??

Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Sarampo: confira informações sobre nova campanha nacional de vacinação

5 dicas incríveis para dar remédio para criança sem sofrimento

Leitura Infantil: 10 livros para ler com os pequenos

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário