HomeBebêsComo prevenir engasgos no bebê?
prevenir engasgos no bebê

Como prevenir engasgos no bebê?

Eles causam susto e muita apreensão nos pais, que não sabem o que fazer. Mas será que dá para prevenir engasgos no bebê?

prevenir engasgos no bebê

Será que há como prevenir engasgos no bebê? Atitudes simples, como manter o bebê ereto após a mamada, podem evitar o susto.

Tosse é ferramenta de proteção

Antes do primeiro ano de vida, o maior risco para engasgos entre os bebês são os líquidos, principalmente o leite. Mas a boa notícia é que a traqueia possui um mecanismo de proteção e a criança consegue tossir para expulsar o líquido, então dificilmente o engasgo é perigoso para o bloqueio das vias áreas.

Por isso, deixe o bebê tossir e evite oferecer novamente o peito ou a mamadeira enquanto o pequeno não se acalmar.

Após os 12 meses de vida, os vilões são os alimentos, especialmente grãos mais duros como milho, pão, carne e pedaços de legumes. Brinquedos e outros objetos também podem causar engasgos perigosos.

Nesses casos, a prevenção é a constante supervisão de um adulto, que deve cortar os alimentos para a criança e evitar que ela tenha acesso a objetos perigosos se forem engolidos.

prevenir engasgos no bebê

Cuidados na amamentação podem ajudar a prevenir engasgos no bebê, como manter a cabeça elevada e evitar deitar a criança após a mamada.

Como prevenir engasgos no bebê?

  • Coloque o bebê para arrotar após as mamadas, mantendo-o na posição vertical por 15 minutos;
  • Coloque o bebê para dormir de barriga para cima;
  • Em caso de bebês que mamam na mamadeira, nunca os alimente sonolentos ou se estiverem deitados;
  • Bebês que sofrem de refluxo devem ter atenção extra, incluindo elevar a cabeceira do berço para manter a cabeça mais alta que o restante do corpo;
  • Não deixe o bebê tomar a mamadeira sozinho;
  • Em caso de engasgo e o bebê começar a tossir, coloque-o em posição vertical;
  • Antes de voltar a alimentar o bebê, acalme-o;
prevenir engasgos no bebê

Bebê que mamam na mamadeira devem ser sempre supervisionados por um adulto e não devem mamar totalmente deitados.

Sinais de alerta

Os engasgos não devem ser muito frequentes, pois podem indicar um problema no desenvolvimento do bebê. O pediatra deve ser consultado para uma avaliação criteriosa.

Se o bebê não conseguir chorar ou tossir, apresentar perda de consciência e/ou tiver a pele azulada ou arroxeada, os pais devem buscar atendimento médico.

Leve o bebê ao pronto-socorro ou peça para alguém acionar o SAMU (192) ou o Corpo de Bombeiros (193). Enquanto isso, tente desengasgar o bebê.

Como desengasgar o bebê?

Incentive a tosse, com leve batidinhas nas costas. Evite levantar os braços do bebê, pois o movimento pode piorar o engasgo. Em caso de obstrução severa, sem reação do bebê, você deve iniciar manobras de emergência:

prevenir engasgos no bebê

Menores de 1 ano:

  • Coloque o bebê sobre suas pernas ou bem segura sobre um dos braços, de barriga para baixo, com a cabeça levemente inclinada para baixo.
  • Dê cinco tapas nas costas, entre as escápulas.
  • Vire-a de frente e repita as compressões no meio do tórax na altura dos mamilos.
  • Os golpes devem ser vigorosos.

Maiores de 1 ano (manobra de Heimlich):

  • Abrace a criança por trás e coloque suas mãos na boca do estômago, que fica logo abaixo do peitoral entre as costelas, fazendo um movimento circular para cima. Isso pode ajudar a expelir o objeto.

 

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Coisas para bebê: 10 itens que você precisa comprar!

Inspiração: decoração de quarto montessoriano

Acessórios para quarto de bebê: 5 produtos para uma decoração funcional

Tem como aliviar a dor da vacina?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário