HomeBebêsAmamentaçãoEstresse prejudica amamentação: confira dicas para controlar a ansiedade
estresse prejudica amamentação

Estresse prejudica amamentação: confira dicas para controlar a ansiedade

Com o nascimento do bebê, tudo muda. A rotina da casa, o relacionamento com o parceiro, o orçamento financeiro, o corpo… A mulher passa por um turbilhão de emoções, com noites mal dormidas e, muitas, ainda têm que lidar com afazeres domésticos. Mas é preciso cuidado com a ansiedade. O estresse prejudica amamentação e pode causar o desmame precoce.

Mas calma! Se você anda se sentindo pressionada e percebeu que o estresse está prejudicando a sua produção de leite, dá para reverter a situação.

estresse prejudica amamentação

 

Controle a ansiedade: estresse prejudica amamentação

A primeira medida é continuar amamentando. Da mesma forma que o estresse prejudica amamentação, amamentar ajuda a reduzir o estresse. Achou confuso? Vamos explicar! rs

Quando o bebê mama de forma correta (leia aqui sobre a pega), ele estimula a produção de leite e do hormônio ocitocina, que tem efeito calmante. Então, quanto mais a mulher amamenta, maiores são as chances dela minimizar o estresse e ansiedade.

Além disso, continuar amamentando – mesmo se sentindo estressada – ajuda a aumentar o fluxo de leite e evita que o bebê tenha crises de choro e fome, o que aumenta ainda mais a tensão em casa.

estresse prejudica amamentação

 

Confira mais dicas para driblar o estresse na amamentação:

  • Aumente a ingestão de água. O ideal é que mulheres que estejam amamentando consumam entre 2 e 3 litros de água por dia.
  • Descanse! Se não tiver ajuda para cuidar da casa, talvez seja uma boa hora para contratar uma diarista e conversar com o parceiro sobre a divisão das tarefas domésticas. Se uma das vovós ou titias do bebê oferecer ajuda, não negue!
  • Atenção à alimentação. Consuma frutas, legumes e verduras diariamente, evite frituras e doces e prefira os grãos integrais.
  • Amamente em livre demanda. Quanto mais o bebê mamar, maiores serão os benefícios para você!
  • Lide com os problemas. Reconheça o que está te angustiando e busque ajuda se achar necessário. Conversar sobre todas as mudanças, mesmo que seja com um amigo, parceiro, familiares ou até um terapeuta, pode amenizar a sua carga emocional.
  • Caso o estresse esteja sendo causado por problemas na amamentação, não desista e busque ajuda. Há diversas consultorias especializadas em aleitamento materno e você pode conseguir orientação em bancos de leite. Veja aqui qual está mais próximo de você!

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais sobre amamentação:

Almofada de amamentação: 10 modelos para diferentes estilos de mãe

Descubra o que é Mastite e como tratar

Amamentação: Dicas para aumentar a produção de leite

Posições para amamentar: encontre a mais confortável

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.