HomeBebêsÓ dúvida, furar a orelhinha da bebê ou não?
furar a orelhinha - bebê com brincos

Ó dúvida, furar a orelhinha da bebê ou não?

As mamães de menina com certeza devem se fazer essa pergunta assim que descobrem o sexo do bebê. Na cultura brasileira, furar a orelhinha da bebê ainda pequena pra colocar belos brinquinhos é muito comum, porém, com toda comunicação atual com o mundo por meio da internet, esta prática já não é mais tão aceita como antigamente. Como citado anteriormente, esse costume é local, e foi possível conferir de perto a desaprovação quando a modelo brasileira Gisele Bundchen criou polêmica nos Estados Unidos ao aparecer com a filhinha de brincos quando ainda era bebê. E você, o que acha de toda essa polêmica? Optaria por furar a orelhinha da sua bebê ainda bem pequena? No post de hoje vamos abordar tudo o que você precisa saber para tomar esta decisão.

 

furar a orelhinha - bebê com brincos

Culturalmente, o Brasil costuma colocar brincos nas meninas ainda bebê.

 

Saiba tudo sobre furar a orelhinha da bebê

 

Um dos principais motivos pelo qual atualmente muitas mamães estão adiando esta decisão para quando a menina crescer e escolher se realmente deseja usar brincos é a dor. Estudos comprovam que a criança, mesmo bem pequena, sente dor ao furar a orelhinha, porém, por se tratar de uma cartilagem, um local com menos enervações, esta dor é consideravelmente menor do que a de uma vacina na perna.

Além da dor, também precisamos alertar para os riscos de acidentes, onde o brinco pode enroscar no lençol, cobertor, ou até na roupa. Há quem defenda que esta prática fere o direito da criança de decidir o que irá usar no futuro, seguindo a premissa de que talvez elas podem decidir nunca usar brincos, sendo o furo desnecessário. Algumas pessoas vão ainda mais longe, comparando o ato de furar as orelhinhas das meninas com um abuso.

furar a orelhinha - criança com brincos

Em diversos países da Europa e nos Estados Unidos é comum esperar a criança ter idade suficiente para escolher se deseja furar a orelha para usar brincos.

Muitas mulheres lembram que, na infância, por não ter as orelhas furadas como as amiguinhas, sentiam-se inferiores e, por medo da dor, mesmo constrangidas, adiavam o procedimento, mas que sempre questionavam a mãe os motivos dela não ter furado as orelhinhas ainda pequena.

 

Cuidados importantes

Hoje não é mais recomendado que a perfuração seja feita logo que a bebê nasce, por isso não o fazem mais na maternidade, e os pediatras recomendam que se aguarde até próximo dos dois meses de idade, quando a criança já estiver com as vacinas tomadas e a pele menos sensível. Os brincos devem ser de ouro (18K) ou de aço cirúrgico, estar devidamente esterilizados, e o procedimento deverá ser feito com o próprio acessório, ou agulha descartável, para evitar infecção.

Como a cartilagem da orelhinha da bebê ainda é bem molinha, o uso de pomadas anestésicas ajudam a evitar que a pequena sinta dor no momento da perfuração. É importante que os pais o façam com médico, enfermeira, acupunturista ou profissional capacitado, apesar da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permitir, desde 2012, que farmácias realizem o procedimento.

furar a orelhinha - brinco de bolinha na orelinha

Brincos de bolinha não incomodam e evitam arranhões.

Cuidar da orelhinha após estar com os brincos é imprescindível para evitar complicações. Prefira brinquinhos redondinhos, para evitar que a pequena se arranhe, e fique atento, deixe um espacinho entre a pele e o brinco, tanto atrás, próximo da tarraxa, quanto na frente, para facilitar a limpeza. O local deve ser limpo com álcool 70% com um cotonete sempre após o banho, igual fazemos com o umbiguinho do recém-nascido. E muito cuidado na hora de vestir a bebê, para evitar que a roupa enrosque no brinquinho. Girar o acessório ao menos uma vez ao dia também é recomendado para evitar que grude na pele.

Algumas restrições em relação aos prematuros indicam que o furo deve ser feito após um mês e meio de idade, pois a orelhinha ainda não está completamente formada e somente depois que atingir os 3,5kg.

Independente do que os outros acham ou deixam de achar, a escolha é sua, e somente você poderá decidir se deve ou não furar as orelhinhas da sua bebê. O mais importante é, caso decida colocar os brincos, estar sempre atento para evitar acidentes e complicações. Sempre converse francamente com o pediatra de sua filha para que ele possa explicar e resolver qualquer problema que possa vir a acontecer.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Dermatite atópica em bebês: Saiba como tratar

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário


*