HomeBebêsGases no bebê: tudo sobre o pum do seu filho
gases no bebê

Gases no bebê: tudo sobre o pum do seu filho

Depois que viramos pai ou mãe, alguns assuntos um tanto quanto estranhos viram rotina, como falar sobre os gases no bebê.

“Será que é pum?” é o que você vive se perguntando quando o bebê fica com as pernas flexionadas, pressionando a barriga. “Com certeza são gases!”, você insiste quando ele tenta (e falha) na hora de fazer cocô. “Ele precisa arrotar”, você diz logo depois da mamada.

blog-gases

Saiba lidar com os gases no bebê

Assim como a cor do cocô ou a frequência do xixi, os gases são daqueles assuntos que você nunca imaginou ter que mencionar numa conversa – até que um dia você se tornou mãe ou pai. E depois que seu bebê chega, esse é um tema lembrado o tempo todo.

À medida que a comida passa pelo trato gastrointestinal, o intestino delgado absorve os alimentos ingeridos e as bactérias no intestino grosso quebram as sobras liberando hidrogênio e dióxido de carbono, o que acaba produzindo bolhas de gás durante esse processo.

Arrotar permite que algum gás escape do estômago logo de cara, e o resto viaja dentro do corpo – do cólon para o reto – onde vira pum. Mas quando isso não acontece facilmente, ele pode acumular no trato digestivo e causar inchaço e desconforto. E os bebês são especialmente propensos a isso.

Como não é possível medir a quantidade de gases produzidos, os médicos não conseguem dizer exatamente o que é excessivo. Na verdade, a definição de “excesso de gás” é a maneira como a gente se sente e não uma quantidade em si. 

O desconforto leve que desaparece após o pum é normal, mas aquilo que limita a alimentação ou as atividades do seu filho, não. E vale ficar de olho, já que para algumas crianças mais sensíveis, o que é considerado normal pode causar desconforto incomum.

Gases no bebê

No caso dos bebês…

Arrotar é a primeira linha de defesa para os bebês porque fornece uma liberação imediata de gás. Além disso, o doutor Armin recomenda manter seu bebê na vertical durante as mamadas, para que a gravidade possa ajudar na digestão.

Fazer movimentos como se estivesse andando de bicicleta com as pernas do seu bebê e massagear sua barriga também pode ajudar, assim como eliminar alimentos que produzem gases, caso você esteja amamentando. 

E fique tranquila, a maioria dos bebês supera a fase dos gases, no mais tardar, aos 6 meses de idade 😉

gases no bebê

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??

Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Primeiro banho do bebê: dicas simples para te ajudar nessa missão

Conhece a expressão “Mãe do Corpo” ?! Saiba mais sobre a sensação comum entre as mulheres

Fórmula infantil: o que é e quando utilizar esse tipo de alimento

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário