HomeBebêsIcterícia atinge mais de 50% dos bebês
icterícia

Icterícia atinge mais de 50% dos bebês

Você sabia que a icterícia atinge mais de 50% dos bebês nos primeiros dias de vida? É uma condição comum, normalmente diagnosticada e tratada na própria maternidade. O pico da icterícia costuma acontecer entre o segundo e o terceiro dia após o parto. Em prematuros, esse número sobe para 80%.

Mas apesar de ser um problema que acomete muitos recém-nascidos, a icterícia deve ser tratada. Caso a pele do bebê fique amarelada quando a família já estiver em casa, o médico deve ser comunicado imediatamente.

O bebê será examinado novamente pelo pediatra, especialmente se a pele estiver mais amarelada na barriga e nas pernas. Em uma semana (no caso de prematuros, pode demorar um pouco mais), a pele do bebê deve voltar ao normal.

Confira mais informações sobre a icterícia neonatal:

Causas da icterícia

A icterícia aparece por causa do excesso de uma substância chamada bilirrubina, que é produzida durante o processamento pelo organismo dos glóbulos vermelhos (hemácias). Nos recém-nascidos, os níveis dessa substância são mais elevados pois eles possuem hemácias em excesso e seu fígado não consegue contabilizar esse extra.

Conforme os níveis de bilirrubina aumentam, o amarelo vai descendo: começa na cabeça, vai para o pescoço, depois chega ao peito e, em casos graves, chega até os dedos do pé. Mas é importante destacar que a icterícia dificilmente é prejudicial aos bebês que tenham nascido saudáveis. Em casos raros, a icterícia pode causar danos neurológicos, mas isso só acontece quando a bilirrubina aumenta muito.

icterícia

Pele amarelada é um dos sinais da icterícia, que é normalmente diagnosticada ainda no hospital com exame físico e de sangue

Outras causas

A icterícia neonatal também pode ser causada pela incompatibilidade sanguínea entre mãe e filho (como no caso de mãe Rh negativo e filho Rh positivo, e algumas vezes quando a mãe é O e o filho A ou B). Mas não é tão comum. Existe ainda a icterícia por alguma outra doença de fígado, quando a bilirrubinemia chega a níveis perigosos. Uma indicação disso é quando a pele amarelada já surge no primeiro dia de vida do bebê.

Como tratar?

Se o bebê estiver com a pele amarelada e o médico desconfiar de icterícia, um exame de sangue é necessário para medir a concentração de bilirrubina e definir se o tratamento é necessário. O tratamento dependerá do dia em que a bilirrubina foi medida, do peso com que o bebê nasceu e do nível detectado.

Para recém-nascidos com peso superior a 2,5 kg no nascimento, os médicos brasileiros costumam indicar o tratamento se os níveis de bilirrubina forem de 12 ou 13 mg/dl no segundo ou terceiro dia. Mas o cálculo é personalizado e envolve alguns outros fatores.

O tratamento é feito com fototerapia – popularmente conhecida como banho de luz. O bebê é colocado sob luzes fluorescentes que ajudam a metabolizar a bilirrubina, para que ela seja excretada pelo fígado. A criança fica numa espécie de bercinho de luz, sem roupa, com os olhos cobertos por uma máscara protetora.

icterícia

 

Quando a icterícia é bem leve – níveis mais baixos do que falamos acima – o médico pode indicar apenas um banho de sol de cerca de 15 minutos de manhã e à tarde, antes das 10h e depois das 16h.

 

Amamentação tem papel fundamental

A amamentação é muito importante para o tratamento da icterícia. O leite materno tem substâncias que favorecem o processamento da bilirrubina. Portanto, quando o bebê não mama bem, pode ficar com excesso do pigmento. Prematuros tardios (que nasceram com 34 a 37 semanas de gestação) são os principais afetados, justamente por não terem uma capacidade de sucção bem desenvolvida. Normalmente, a disfunção é superada assim que a ingestão de leite materno aumenta.

icterícia

Amamentação tem papel importante no tratamento da icterícia

 

Fonte: BabyCenter e Revista Crescer

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

7 formas de prevenir a assadura no bebê

Brotoejas no bebê: entenda as causas e como tratar

Como prevenir alergias no bebê?

Como evitar o refluxo no bebê

Catapora no bebê, aprenda a evitar e tratar!

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.