HomeBebêsAlimentaçãoQual o melhor leite para o bebê? Especialista dá a dica!
shutterstock_572866918

Qual o melhor leite para o bebê? Especialista dá a dica!

Uma das maiores dúvidas das mamães é sobre o leite para o bebê depois do primeiro ano. Com tanta informação sobre tipos de leites, fórmulas infantis, alergias, qual leite é melhor para seu filho? Qual a melhor opção? Quanto de leite ele precisa? Para esclarecer essas dúvidas, conversamos com a nutricionista funcional e materno infantil do site Alô Mamãe, Gabriela Muller. Para ela, essa resposta varia de acordo com cada criança.

“Depende muito da qualidade da alimentação e do desenvolvimento de seu filho, e também das características individuais que o profissional de saúde vai reconhecer para melhor orientar a sua família”, explica Gabriela. “O leite é um alimento muito importante para bebês e crianças, por ser fonte fácil de aminoácidos, cálcio, fósforo, vitaminas, entre outros nutrientes essenciais para o desenvolvimento e crescimento”.

Existe uma série de tipos de leite para o bebê no mercado, cada um com uma função no que diz respeito a suprir as necessidades nutricionais de cada criança. Por isso, é imprescindível a orientação médica na hora de optar por uma das opções. Veja a seguir uma lista dos mais comuns:

Leite Materno: o melhor leite para o bebê

leite para o bebê

Se você estiver amamentando, já introduziu a alimentação complementar com sucesso, continue amamentando. O leite materno continua sendo a melhor opção de leite para o bebê. A recomendação da OMS é manter a amamentação até 2 anos de idade ou mais. Se o leite materno não for mais uma opção para vocês, ou se sua produção de leite já não é mais suficiente para alimentar seu filho, é necessário, SIM, complementar com outro tipo de leite.

Leite de Vaca Integral

 

leite para o bebê

A partir de 1 ano o leite de vaca integral é uma opção para bebês saudáveis, sem alergias respiratórias (asma, rinite, bronquite), de pele e APLV (alergia a proteína do leite de vaca), sem anemia, sem excesso de peso, com bom funcionamento digestivo e com boa aceitação de uma alimentação saudável e variada. No entanto, o leite de vaca integral apresenta teor de proteínas mais alto do que as fórmulas infantis e o leite materno. O excesso dessas proteínas, pode levar a dificuldades na digestão e é associado ao aumento do risco de obesidade no futuro para bebês menores de 2 anos.

Fórmulas e compostos lácteos

leite para o bebê

As fórmulas infantis e compostos lácteos são feitos à base do leite de vaca, porém adaptadas para que tenham perfil de nutrientes mais adequada a idade do bebê. A maior parte deles tem como vantagem em relação ao leite de vaca integral possuir menor concentração de proteínas e ser enriquecido com nutrientes e prebióticos. Assim, para menores de 2 anos, se usados dentro de uma alimentação adequada podem ser melhor para: digestão, prevenção de anemia, ganho de peso adequado, além de ajudar atingir as necessidades de nutrientes para bebês/crianças que não se alimentam muito bem.

Leite Vegetal

 

leite para o bebê

 

Não é uma opção que substitua o leite materno ou leite de vaca nas mesmas proporções de cálcio e proteína necessárias. Principalmente o leite de oleaginosas, pois esse grupo de alimentos (castanhas, amêndoas, etc) tem potencial alergênico na infância, não devendo ser utilizado diariamente em grandes quantidades.

“Se o leite integral for a melhor opção para seu filho, procure usar leite tipo A pasteurizado, é mais fresco, menos aditivos e preserva melhor os nutrientes do que o leite UHT de caixinha. Porém deve ser refrigerado e utilizado no máximo em 2 dias”, alerta a nutricionista, que indica sempre o leite integral e não desnatado, por ter mais vitaminas e gorduras é melhor indicado para idade. Outra dica é optar pelo leite puro, sem achocolatados ou farinhas industrializadas. ” Não há necessidade de adoçar ou utilizar achocolatados e farinhas. Nessa fase eles ainda estão formando o paladar, ficando mais fácil aprender a gostar do sabor do leite purinho. Açúcar e farinhas favorecem o ganho exagerando de peso e diabetes””.

Para crianças que não aceitam grandes quantidades do leite, pode-se utilizar 1 copo de leite puro indicado ao seu filho, para continuar estimulando o paladar e incluir o restante necessário da ingestão recomendada do leite com queijo fresco, iogurte natural (sem aditivos) ou a fórmula/composto lácteo em receitas (suflê, torta salgada, mingau, creme de frutas, vitamina de frutas, bolo nutritivo, pão, etc) procurando, claro, receitas adequadas para idade, sem aditivos e açúcar.

Lembre-se: muitos estudos científicos comprovam que os primeiros 1000 dias de vida do ser humano (período da concepção até o segundo ano de vida) são determinantes na promoção de saúde, prevenção de doenças e desenvolvimento adequado. Portanto com uma alimentação equilibrada, incluso o leite para o bebê, rica em nutrientes variados, sem excessos de calorias, proteínas e gorduras animais até 2 anos de idade podemos prevenir diversas doenças, além de estimular melhor desenvolvimento cognitivo do seu filho.

Sobre Alô Mamãe:

O Alô Mamãe é um serviço de assinatura de orientação e informação em saúde para gestantes e mamães de bebês. É um canal disponível 24 horas por dia para as mamães tirarem dúvidas sobre a gestação e os cuidados com seu bebê. O atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiras, nutricionistas e educares físicos que fazem o acompanhamento da saúde da gestante/mãe e do bebê. Além disso, a equipe de saúde entrará em contato para fazer o acompanhamento durante toda esta fase de gestação e pós-parto.O objetivo não é substituir as consultas e o acompanhamento médico, mas sempre estar à disposição para responder as dúvidas das assinantes.

Leia Mais:

– Refrigerantes podem arruinar a saúde de seu bebê

– Alimentos essenciais para a saúde da criança

– Como tirar, armazenar e descongelar o leite materno

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.