HomeBebêsMoleira do bebê: entenda sua importância
moleira do bebê

Moleira do bebê: entenda sua importância

O nome científico da moleira do bebê é fontanela. Ela é nada mais que uma abertura nos ossos do crânio do bebê, que possui na verdade duas moleiras. Uma fica na parte de trás da cabeça (fontanela posterior) e a outra no alto da cabeça (fontanela anterior).

moleira do bebê

 

Moleira tem duas funções importantes

Por ser um tecido flexível, a moleira facilita a passagem da cabeça do bebê no parto normal. Suas extremidades se “juntam” e diminuem o diâmetro do crânio para que ele possa se ajustar ao canal vaginal. Por isso é comum ver os bebês que nascem de parto normal apresentarem um formato de cabeça mais alongado. Mas ela volta ao normal poucas horas depois.

Depois do nascimento, a fontanela é responsável por proteger os ossos da cabeça da criança e permitir o crescimento do cérebro, que tem ritmo acelerado no primeiro ano de vida. Essa mobilidade dos ossos facilitada pela anatomia da moleira é que faz com que o cérebro se desenvolva de forma saudável.

Vitamina D para bebês: suplemento previne doenças

 

Quando a fontanela fecha?

A moleira posterior é a primeira a se fechar, por volta do segundo mês de vida. Já a moleira anterior – que fica no alto da cabeça e é mais perceptível para os pais – demora um pouco mais. Ela começa a se fechar a partir do 9º mês de vida e finaliza até o bebê completar 1 ano e meio de vida.

 

E se fechar antes desse tempo?

Se os pais notarem que a moleira se fechou antes do tempo, o pediatra deve ser informado. Ele irá avaliar o desenvolvimento do cérebro do bebê e indicará o acompanhamento com um neurocirurgião, se for comprovado o quadro. O não fechamento também é sinal de alerta, pois pode significar hidrocefalia (acúmulo de líquido nas cavidades cranianas).

Primeiros dentes do bebê: medidas naturais aliviam incômodo

moleira do bebê

 

Moleira saltada, funda ou pulsando?

Outra situação que deve ser observada é a moleira saltada, que pode ser sinal de infecção. É muito importante procurar atendimento médico com urgência. Outro quadro identificado pela fontanela é a desidratação. Além de língua seca e falta de lágrimas, bebês desidratados apresentam ela funda.

Já a moleira pulsando é algo corriqueiro, principalmente em bebês que choram muito. Mas os pais devem redobrar a atenção em caso de pulsação combinada a outros sintomas, como febre, e consultar o pediatra.

 

Crenças populares

Você sabia que antigamente as mães tinham medo de encostar na moleira? Por isso era comum ver crianças que não tinham suas cabeças lavadas.

Caso você tenha ouvido algo parecido entre amigos e familiares, fique tranquila. Apesar de parecer muito delicada, a fontanela pode ser tocada. Apenas tenha cuidado e faça com delicadeza, evitando batidas ou traumas na região (ou em qualquer parte do corpo do bebê).

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Cuidados com o bebê na praia

7 formas de prevenir a assadura no bebê

Brotoejas no bebê: entenda as causas e como tratar

Como prevenir alergias no bebê?

 

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.