HomeBebêsAs primeiras palavras do bebê
primeiras palavras do bebê

As primeiras palavras do bebê

Um dos momentos mais esperados dos papais, principalmente os de primeira viagem, é o momento em que ouvirão os sonhados “mamãe” e “papai”. Mas é preciso ter paciência! As crianças aprendem a falar durante os dois primeiros anos de idade. Os pequenos começam a falar “os” e “as” no primeiro ou segundo mês de vida e logo depois começam os murmúrios. Esses sons começam a se tornar as primeiras palavras do bebê quase próximo ao aniversário de 1 ano, sendo que isso varia de criança para criança.

 

O choro é a primeira forma de comunicação

Chorar é a primeira forma de comunicação do bebê. Ele se expressa com o choque de sair do ambiente seguro do útero e se deparar com o mundo desconhecido aqui fora. A partir desse momento, ele começa a absorver outras formas de comunicação, com sons e até gritos, em diferentes tons.

Para entender como as primeiras palavras do bebê são formadas é preciso saber que a fala está ligada à audição. Portanto, o bebê aprenderá os sons das palavras e como as frases são formadas ouvindo outras pessoas conversarem. Por isso é tão importante conversar com o bebê, mesmo que pareça que ele não está entendendo nada. Inclusive durante a gestação. Muitos pesquisadores defendem que o bebê se acostuma com o som da voz da mãe e das pessoas com as quais ela convive ainda na barriga. Não é a toa que ele consegue discernir a voz da mãe, principalmente, após o nascimento.

 

Desenvolvimento – primeiros 3 meses

Nos três primeiros meses de vida, o bebê vai aperfeiçoando sua comunicação através do choro. Um grito mais agudo pode significar fome, enquanto choramingos curtos e repetidos podem indicar fralda suja ou incômoda. O sono também é sinalizado com choro. Os pais de primeira viagem podem sentir dificuldade em identificar os motivos de choro, mas logo a prática torna mais fácil reconhecer a necessidade do bebê.

primeiras palavras do bebê

 

Com 4 meses

Após os 4 meses, o bebê começa a balbuciar, combinando consoantes e vogais (como “dadá” ou “babá”). Os primeiros “mama/ã” e “papá” podem aparecer nesta fase, mas dificilmente o bebê os relaciona aos pais. Esse tipo de identificação vem depois (chegaremos lá). Nesse estágio, os balbucios têm os mesmos sons, não importa se a família do bebê fale português, inglês, francês ou japonês em casa. Você pode perceber uma preferência da criança por determinados sons (“ca”, “da” ou “auá”, por exemplo), repetidos por ele sem cessar porque ele gosta do jeito como soam.

 

De 6 a 9 meses

Nessa idade, os sons que a criança balbucia até parecem fazer sentidos. Ela costuma repetir os mesmos quando mama ou antes de dormir, por exemplo. Isso ocorre porque a criança passa a usar tons e padrões similares aos que as pessoas que ela convive usam. Um bom jeito de estimular as primeiras palavras do bebê nesta fase é lendo, cantando e conversando.

 

Enfim as primeiras palavras do bebê – 1 ano

As primeiras palavras do bebê aparecem, normalmente, perto do aniversário de 1 ano. Ele consegue falar uma ou mais palavras, e sabe o que elas significam. Pode chamar a mamãe, o papai e pedir para mamar.

 

De 1 ano e meio a 2 anos

O vocabulário com essa idade pode incluir até 200 palavras, muitas delas nomes. Entre 1 ano e meio e 1 ano e 8 meses, as crianças aprendem uma média de dez ou mais palavras todos os dias. Por isso, uma recomendação importante para os pais: muito cuidado com o que se diz na frente da criança. Ela irá repetir! Nesta fase também se inicia a junção básica de duas palavras. Os “É meu” começam aqui.

Aos 2 anos, a criança usa frases com três palavras e já consegue cantar músicas simples. O senso de identidade dela amadurece e ela começa a falar sobre si — do que gosta e do que não gosta, o que pensa e sente. Mas os pronomes ainda podem confundi-la e é possível que você a pegue dizendo “neném fez”, em vez de “eu fiz”.

primeiras palavras do bebê

 

De 2 a 3 anos

Dos 2 aos 3 anos, a criança ainda tem um pouco de dificuldade para empregar o volume apropriado para falar, mas logo aprenderá. Ela também começará a diferenciar melhor o “eu” de “você”. Nesta idade, o seu vocabulário pode ter até 300 palavras e ela já forma frases simples como “Eu quero agora”.

Com 3 anos completos, a fala já está mais apurada. A criança é capaz de manter uma conversa e ajustar o volume da voz e o vocabulário. É possível que você já entenda tudo o que ele diz. Importante que ela saiba responder de forma clara qual é o seu nome e a idade. Também responde prontamente a uma pergunta, como se ela quer comer algo. Você ainda terá que corrigir algumas palavras ou concordâncias. Uma dica é repetir a frase de forma correta, sem necessariamente repreender a criança por ter falado “errado”.

 

Fonte: BabyCenter

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

A importância de ler para bebês

Cama compartilhada: prós e contras

Estudo fala sobre ensino de língua estrangeira para bebês

Banho de ofurô para bebês tranquiliza e relaxa

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.