HomeBebêsAlimentaçãoA verdade sobre os refrigerantes e por que evitá-los
refrigerantes fazem mal

A verdade sobre os refrigerantes e por que evitá-los

Os pais são os responsáveis por apresentar os filhos aos alimentos, e fazê-los descobrir novos sabores, aromas e, mais importante, uma alimentação saudável e equilibrada, sem exageros. É claro que nossos filhos terão contato com alimentos açucarados e refrigerantes relativamente cedo, mas não é por isso que os pais devem introduzi-los na alimentação.

Meu filho toma refrigerante! E agora?

refrigerantes fazem mal

Segundo a nutricionista clínica funcional Clarisse Corbelini, colaboradora do Alô Mamãe, consumir ou não refrigerantes e doces deve ser uma escolha feita pela criança. “Eu sempre falo em consultório que as crianças terão inúmeras oportunidades, ao longo da vida e por escolha própria, de consumirem alimentos considerados “junk food”. Então porque introduzir tão precocemente esses alimentos na vida do seu bebê?”.

Salgadinhos, balas, chicletes, refrigerantes, todo tipo de “porcarias”, como nós chamamos aqui, são ruins e fazem mal para a saúde de qualquer pessoa, principalmente quando se trata de uma criança com menos de dois anos de idade que está descobrindo tudo sobre o mundo. “Sim, o assunto é clichê, mas nem por isso menos importante. Estudos mostram que 56% dos bebês tomam refrigerante na mamadeira antes do primeiro ano de vida!”, afirma a nutricionista, que acredita que esse tipo de comportamento acontece por falta de informação. Segundo Clarisse, os refrigerantes não devem fazer parte da vida de ninguém.

Os refrigerantes possuem quantidades elevadas de açúcar, mas isso não é novidade. Para comparar com a nossa realidade e o que consumimos diariamente, Clarisse Corbelini nos revela que algumas latinhas de 350 ml (e aqui se encaixam também os sucos e néctares) chegam a ter em torno de 40g de açúcar, o equivalente, em pesos e medidas, a duas colheres de sopa cheias de açúcar. “Você consegue se imaginar ingerindo essa quantidade toda de açúcar? E se eu disser que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde é de apenas 25 g/dia? Então se você consumir uma, apenas uma latinha de refrigerante, você já extrapola e quase duplica a quantidade de ingestão diária recomendada”, completa.

Saiba quais são os problemas de saúde que podem ser causados pelos refrigerantes

refrigerantes fazem mal

A longo prazo, ou nem tão longo assim, esse açúcar todo trará prejuízos para a sua saúde. O consumo excessivo de açúcar é o principal fator para desenvolvimento de diabetes tipo II e resistência à insulina, um problema crescente no nosso país, além de contribuir para o desenvolvimento da obesidade e todas as complicações que ela traz.

Agora que você já sabe a quantidade de açúcar presente nos refrigerantes, você precisa saber de mais um perigo que os refrigerantes oferecem: o ácido fosfórico. Nosso corpo rejeitaria na hora esse açúcar todo se não fosse pela presença desse ácido. A substância é adicionada a todos os refrigerantes, sem exceção, com a finalidade de disfarçar o sabor extremamente doce.  Tanto o açúcar quanto o ácido fosfórico acidificam o sangue. De uma forma compensatória, o organismo utiliza o cálcio dos ossos, para diminuir a acidez sanguínea, favorecendo o surgimento de osteoporose. “Um estudo feito com mulheres que ingeriam três latas de refrigerante por semana revelou que elas perderam, em média, 4% de massa óssea na região do quadril”, finaliza a nutricionista.

Acharam essas informações importantes? Então acompanhe na próxima semana mais conteúdo sobre os refrigerantes!

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.