HomeBebêsA primavera chegou! Cuidados com doenças infantis da estação
doenças infantis da primavera caxumba

A primavera chegou! Cuidados com doenças infantis da estação

Hoje começa a estação das flores, a primavera! Trazendo temperaturas um pouco mais quentes e a beleza do desabrochar das flores, ela costuma ser a estação preferida do ano. Porém, junto dela acabam chegando também diversas doenças infantis, como catapora e caxumba. Nosso post de hoje vai listar seis patologias comuns da estação e ensinar a proteger os pequenos! Vamos conferir?

 

A primavera e as doenças infantis

 

Roséola

Causas: herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7).

Transmissão: saliva.

Atinge: principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, sendo mais comum nos pequenos de 2 anos.

Sintomas: febre alta entre 3 a 4 dias, seguida de manchas róseas na pele, que se expandem para o pescoço e extremidades, que costumam sumir em algumas horas ou até 3 dias, coriza e falta de apetite.

Prevenção: como ainda não existe uma vacina para a roséola, o ideal é evitar o contato do bebê com pessoas doentes e manter bons hábitos de higiene.

Tratamento: caso haja a suspeita de contaminação, a criança deve ser levada ao pediatra, que vai dar orientações para aliviar os sintomas.

doenças infantis da primavera roséola

 

Escarlatina

Causas: bactéria Estreptococo Beta Hemolítico do grupo A.

Transmissão: contato direto com doentes, gotículas de espirros, fala e tosse, e compartilhamento de objetos contaminados.

Atinge: crianças e adolescentes até os 15 anos.

Sintomas: febre alta que é iniciada com dores de garganta e erupções na pele de cor vermelho escarlate, que começa na cabeça e vai seguindo para o resto do corpo, descamando. A criança ainda sente dores no corpo, cabeça e barriga, mal-estar, náuseas e vômito.

Prevenção: evitar o contato com pessoas doentes, principalmente pela doença ser transmitida pelo portador da bactéria antes mesmo de aparecer os primeiros sintomas.

Tratamento: o pediatra indicará antibióticos, que deverá seguir as recomendações de uso à risca, como horários e quantidade.

doenças infantis da primavera escarlatina

 

Catapora (Varicela)

Causas: vírus varicela-zóster.

Transmissão: contato direto com pessoa doente, por compartilhamento de objetos e gotículas de saliva (fala, tosse e espirros), cerca de 24 a 48 horas antes de aparecer as lesões na pele, e o risco de transmissão segue por mais 7 a 9 dias, até as feridas criarem casquinhas.

Atinge: geralmente crianças menores de 10 anos.

Sintomas: febre, cansaço, dores de cabeça, falta de apetite, aparecimento de bolhas avermelhadas e feridas na pele, afetando principalmente o rosto e o tronco.

Prevenção: vacina tetraviral e evitar o contato com pessoas doentes.

Tratamento: o pediatra fará uma avaliação clínica e cuidará de aliviar os sintomas, de acordo com a gravidade dos mesmos.

doenças infantis da primavera catapora

 

Caxumba

Causas: vírus Paramyxovirus.

Transmissão: contato direto com pessoas doentes por meio de gotículas de saliva (fala, tosse e espirros).

Atinge: geralmente crianças menores de 10 anos.

Sintomas: atinge as glândulas parótidas (responsável pela produção da saliva), localizada abaixo das orelhas, na mandíbula. Causa dores musculares, febre, fraqueza, calafrios, dificuldade de mastigar ou engolir. E pode atingir outros órgãos e sistemas causando inflamação dos músculos, dos testículos e ovários, pancreatite, meningite e surdez.

Prevenção: evitar o contato com pessoas doentes e tomar a vacina tetraviral.

Tratamento: basicamente consiste em repouso, alimentação saudável e hidratação, fazendo o próprio sistema imunológico combater o vírus e amenizar os sintomas. Dependendo do grau dos sintomas, o médico poderá prescrever alguma medicação.

doenças infantis da primavera caxumba

 

Conjuntivite

Causas: agentes tóxicos, alergias, bactérias ou vírus.

Transmissão: de pessoa para pessoa, por meio do compartilhamento de objetos.

Atinge: qualquer idade. Apesar de não ser considerada uma doença infantil, o cuidado com os pequenos exige maior atenção e cuidado!

Sintomas: a inflamação da conjuntiva provoca irritabilidade nos olhos, causando vermelhidão, coceira, lacrimejamento, intolerância à luz, visão embaçada ou borrada, e até dor.

Prevenção: evitar o contato com pessoas doentes, e, em caso de surtos, evitar locais fechados, como transporte público, shoppings e escolas.

Tratamento: depende muito do tipo, no caso da alérgica, normalmente anti-histamínicos, e se for bacteriana, colírios antibióticos podem ser recomendados pelo médico.

doenças infantis da primavera conjuntivite

 

Asma

Causas: qualquer irritação, como pó, cheiros fortes – perfumes, produtos de limpeza -, fumaça de cigarro, entre outros.

Transmissão: geralmente genética, a criança que tem pais asmáticos tendem a nascer com a doença e outros quadros alérgicos também.

Atinge: qualquer idade. Também não é considerada uma doença infantil, apesar de surgir ainda na infância e seguir por toda a vida.

Sintomas: a pessoa asmática possui o pulmão diferente de pessoas saudáveis, pois seus brônquios são mais sensíveis e fáceis de inflamar. A inflamação crônica das vias aéreas da asma causa tosse, chiado, cansaço e falta de ar.

Prevenção: evitar agentes causadores das crises.

Tratamento: o pediatra precisará fechar o diagnóstico e avaliar o grau da asma, e dependendo deste, serão indicados broncodilatadores, anti-inflamatórios ou corticoides. Outras ações também deverão ser feitas para minimizar a possibilidade de novas crises.

doenças infantis da primavera asma

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Como dar remédio para o bebê?

– Estudos indicam que analgésico atrapalha efeitos da vacina

– Catapora no bebê, aprenda a evitar e tratar!

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.