HomeBebêsAlimentaçãoSociedade Brasileira de Pediatria lança guia sobre o BLW
guia sobre o blw

Sociedade Brasileira de Pediatria lança guia sobre o BLW

As mamães com bebê próximo aos seis meses se perguntam frequentemente sobre o melhor método de introdução alimentar e, ultimamente, o BLW (Baby-Led Weaning) tem aparecido bastante nos resultados. Já explicamos como aplicar este método no blog, mas será que esta maneira de apresentação de alimentação sólida é a mais indicada para o pequeno? Pensando em ajudar a responder esta dúvida, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançou um guia sobre o BLW com a opinião de especialistas a respeito do método.

guia sobre o blw

A Sociedade Brasileira de Pediatra lançou um guia prático sobre o BLW dando o parecer de seus especialistas sobre o assunto.

 

Entenda a visão da SBP apresentada no guia sobre o BLW

guia sobre o blw

Papinha dada pelos pais ou alimento sólido para o bebê comer sozinho? Pontos positivos e negativos de ambos são explicados no guia do SBP.

A Sociedade Brasileira de Pediatria salienta no guia “Reconhece-se que no momento da AC, o lactente pode receber os alimentos amassados oferecidos na colher, mas também deve experimentar com as mãos, explorar as diferentes texturas dos alimentos como parte natural de seu aprendizado sensório motor. Deve-se estimular a interação com a comida, evoluindo de acordo com seu tempo de desenvolvimento.”

Percebe-se que a forma tradicional de introdução alimentar por meio de papinhas já não é a melhor maneira de apresentação dos alimentos. A SBP defende que os alimentos precisam ser apresentados um a um ao bebê, para que ele possa distinguir o sabor exato e decidir se gosta ou não. O guia diz que é muito importante respeitar o tempo do bebê e incentivar que faça as refeições junto da família. Já no caso das papinhas, o ritmo é dado por quem alimenta o bebê e os sabores acabam se misturando, causando maior chance de recusa por parte do pequeno.

Importante salientar outro detalhe abordado pelo guia que ressalta que a introdução alimentar sólida deve ser apresentada apenas aos 6 meses de idade. Apesar de não ser novidade, o guia faz questão de destacar que apenas a livre demanda do leite materno é suficiente para saciar todas as necessidades do bebê nos primeiros seis meses de vida. A partir do momento em que o pequeno já é capaz de ficar sentado, pegar os alimentos, levá-los à boca sozinho e movimentar a língua voluntariamente para auxiliar na mastigação, ele estará pronto para iniciar a alimentação complementar. Este é um marco de desenvolvimento que prova a sua habilidade natural para começar a comer alimentos sólidos.

Vamos lembrar que, durante seus primeiros seis meses de vida, o bebê desenvolve um mecanismo para regular a fome e a saciedade, assim ele não mama mais do que deveria. Então, pensando por esse lado, você pode oferecer os alimentos sólidos sem se preocupar que ele vá comer mais ou menos do que realmente precisa. O guia explica que os primeiros meses de introdução alimentar são apenas um complemento do leite materno, e que este ainda deve ser oferecido em livre demanda. Com o tempo, o bebê vai crescendo e aprendendo a se alimentar melhor.

A SBP deixa bem claro no guia que não recomenda somente o uso do BLW e aponta outros países como referência – Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia. A principal recomendação é que se trabalhe os métodos de forma que um complemente o outro, conforme descrito anteriormente.

E lembre-se: não ofereça papinhas batidas no liquidificador ou peneiradas. Elas devem ser amassadas com o garfo para que o bebê possa sentir a textura e mastigar o alimento. Dessa forma, ele apenas vai ganhar o lado bom dos dois métodos: vai aprender a comer sozinho, conhecer cada sabor separadamente e decidir se gosta ou não, sem prejudicar a ingestão dos nutrientes necessários para o seu desenvolvimento.

Se você está interessada em ler todo conteúdo deste novo guia de atualização da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), é só acessar aqui e tirar todas as suas dúvidas.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Alimentos essenciais para a saúde da criança

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.