HomeBebêsAmamentaçãoSeios murchos não têm qualquer relação ‘falhas’ na amamentação 
amamentacao

Seios murchos não têm qualquer relação ‘falhas’ na amamentação 

Boa amamentação não tem a ver com o tamanho dos seios.

Remeter um seio grande a fartura e qualidade do leite materno é um tremendo equívoco.

Seios murchos têm leite que suprem, normalmente, as necessidades dos bebês.

A ideia de que de a lactante com seios menores não consegue amamentar, que produzem pouco leite ou um leite ‘fraco’ é um mito da amamentação e que deve ser exterminado do universo materno.

Um mito que contribui com a desmotivação de muitas mulheres na desistência da amamentação exclusiva ou parcial, levando-as a crerem que seus seios não têm ou produzem alimento suficiente e de boa qualidade para seus filhos.

Especialistas ressaltam: seio não é estoque, mas uma fábrica, portanto, funcionam como tal.

Logo que o bebê nasce, é natural que os seios da mãe tenham mais volume, estejam maiores e com mais leite. Isso acontece porque o organismo ainda não identifica a quantidade ideal de leite que deve ser produzido para o bebê.

E esse ritmo de produção, tende a seguir assim por algum tempo e em meio a este cenário, as mamães lactantes, ao verem seus seios ‘cheios de leite’ se sentem mais seguras para com relação a quantidade de alimento que produz para o seu filho.

Passado este período, chega uma fase em que organismo se adapta às necessidade do bebê que mama naquele seio e, naturalmente, produz a quantidade de leite suficientes para alimentar e nutri o bebê..

Partindo da analogia de que não se trata de um estoque de leite, o bebê mama e o seio fica no seu tamanho normal, o que em muitos casos, é bem menor do que no início deste processo de amamentação.

Graças a um mito propagado de forma irresponsável, inclusive, a aparência dos seios murchos assustam muitas lactantes que se pensam não estarem produzindo leite suficiente para amamentar seu filho.

 

Por isso, ressaltamos: seios murchos produzem leite com a mesma competências que os seios fartos, só que na quantidade certa para alimentar seu bebê.

 

A Fantástica Fábrica de leite materno

amamentacao

Apenas cerca de 20% do leite materno é fabricado e armazenado nos seios da lactante, os 80% restantes só é fabricado na hora que o bebê começa a mamar..

Independente da mamãe ter realizado a ordenha até a última gota de leite e o bebê mamado há muito tempo , a produção do leite só começa quando o bebê começa a mamar novamente.

Como dizem por aí: o corpo humano é uma máquina perfeita!

O fato do bebê não estar mamando corretamente pode ter relação com outras questões que envolvem a amamentação, como a pega correta.

Por isso, é importante consultar o seu médico de confiança para tirar suas dúvidas.

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Mito ou verdade: chupar dedo ou chupeta deforma a boca?

Vilã ou mocinha? Conheça os prós e contras da chupeta

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.