HomeComportamentoComo educar os filhos sem perder a paciência?
Como educar os filhos

Como educar os filhos sem perder a paciência?

Trabalhar, perder horas no trânsito, cuidar da casa, cozinhar, fazer compras, lavar roupas. Nossa rotina é repleta de compromissos diversos, o que gera uma carga natural de estresse no final do dia. Mas é preciso deixar a irritação de lado quando se tem crianças em casa, que precisam da atenção dos pais sem doses de irritação. Mas, como educar os filhos sem perder a paciência?

E não estamos falando apenas das famílias com crianças e adolescentes. Esse é um questionamento comum até mesmo quem tem bebês em casa, quando é natural que surjam situações que é difícil manterem a calma. A tendência de qualquer ser humano é descontar em quem está mais próximo e é mais vulnerável, e quem acaba sofrendo com isso é a criança.

Como educar os filhos

É preciso entender o motivo da irritação

Crianças estão aprendendo a lidar com os sentimentos, a controlar os seus impulsos e elas aprendem observando as pessoas ao seu redor, especialmente os pais, por isso é muito importante que encontremos maneiras saudáveis de lidar com o estresse. Não adianta, por exemplo, proibir o seu filho de gritar enquanto os pais são os que mais gritam com ele.

Se os pais estão sempre perdendo a paciência com o filho é preciso primeiro entender o que está acontecendo, o que os pais esperam dessa criança ou como imaginavam que ela ia ser. Se a expectativa é que ela tenha atitudes e entenda tudo o que acontece com a maturidade de um adulto, as coisas realmente vão parecer sempre erradas, causando irritação nos pais.

Se eles esperavam que a criança ficasse sempre quietinha e comportadinha, sem explorar o mundo e aprender, essa expectativa também cria um abismo muito grande com a realidade, fazendo os pais perderem a paciência com mais facilidade.

Cada filho é de um jeito e terá a sua personalidade, assim, os pais precisarão encontrar jeitos diferentes de lidar com eles. Na maioria das vezes, o comportamento dos filhos faz os pais entrarem em contato com sentimentos que são difíceis para eles, características próprias, dificuldades de comportamentos.

Em alguns momentos os pais até sabem o que fazer, sabem que a criança precisa de tempo para lidar com determinada emoção, para entender o que está acontecendo e se acalmar, mas a correria do dia a dia, a pressa e os compromissos inadiáveis acabam passando por cima do que é mais importante.

Como educar os filhos

Como educar os filhos sem perder a paciência?

Você já pensou que o comportamento desafiador da criança é a maneira que ela encontrou para chamar a atenção dos pais? Antes de brigar, gritar ou perder a paciência é importante também poder refletir e tentar entender o que aquele comportamento está comunicando.

Encontre meios de aliviar o estresse, faça atividades que te tragam prazer e reserve momentos no dia para conversar e brincar com o seu filho. Respire e se afaste para se acalmar, assim você evita gritar e perder o controle da situação. Estabelecer uma rotina pode ajudar a organizar as tarefas importantes e dispensar o que não é prioridade.

Para entenderem como educar os filhos, os pais devem conversar muito e estarem alinhados sobre quais são os limites e regras, pois em um momento corrido na rotina do dia a dia, se cada um começa a falar uma coisa, tanto eles quanto a criança vão ficar cada vez mais confusos e essa discordância pode aflorar ainda mais os ânimos.

Como educar os filhos

Ensinando as crianças a lidar com os sentimentos

É preciso encontrar um equilíbrio de como educar os filhos sem perder a paciência e conseguir dar conta de tudo. Todo mundo perde a paciência em alguma situação da vida, mas é preciso ficar atento para que esse não seja o comportamento padrão e quando eventualmente acontecer, os pais podem reconhecer o seu erro, conversar e pedir desculpas. Isso é um aprendizado.

Assim, as crianças vão entender que a irritação, o mau humor, os erros, a tristeza, fazem parte da vida, pois eles também vão se sentir assim em muitos momentos, não podemos negar que eles existem, mas quando isso acontecer, poderão contar com os pais para lidarem com esses sentimentos da melhor maneira possível.

 

Bruna Osorio – Psicóloga Clínica

CRP: 06/118617

Facebook: Bruna Osorio Psicologia

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais textos de comportamento:

Culpa materna é sentimento vivenciado por muitas mulheres

Bebês arco-íris renovam a esperança após uma perda

Sharenting e a exposição das crianças nas redes sociais

Pais helicópteros podem atrapalhar o desenvolvimento dos filhos

Alienação Parental: Crianças são as maiores prejudicadas

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário