HomeComportamentoConciliar maternidade e trabalho: o desafio da mãe atual
conciliar maternidade e trabalho

Conciliar maternidade e trabalho: o desafio da mãe atual

Aprender a conciliar maternidade e trabalho traz inúmeros desafios para as mulheres que escolhem ou precisam se dividir entre essas duas tarefas. Algumas começam a pensar ainda na gravidez como será o momento de voltar ao trabalho, com quem vão deixar os seus filhos e se vão conseguir dar conta de tudo.

Infelizmente vivemos em uma sociedade em que a criação e cuidado dos filhos ainda são vistos como responsabilidade exclusiva da mulher, por isso essa é uma preocupação que atinge poucos homens.

É a mãe quem cuida da criança e falta ao trabalho para levar ao médico, que faz todo o planejamento da rotina, que chega cansada do trabalho e precisa arruma a casa, fazer comida, dar atenção a todos.

Talvez se o cuidado com a casa e com os filhos fosse efetivamente dividido entre homens e mulheres, essa tarefa de conciliar maternidade e trabalho não seria tão pesada, as diferenças no mercado de trabalho iriam diminuir e os filhos seriam os mais beneficiados com essa nova configuração.

conciliar maternidade e trabalho

Conflito de sentimentos

Ser mãe não impede que a mulher trabalhe e trabalhar não impede que ela tenha filhos. São muitos os questionamentos que aparecem quando se fala em conciliar maternidade e trabalho.

Certas empresas não querem contratar mulheres que já são mães, outras pessoas julgam as mães por quererem trabalhar e ficar menos tempo com o seu filho e tem também quem reclame da mãe que deixa o trabalho para se dedicar aos filhos.

Os julgamentos estão presentes em todas as situações, então cada mãe precisa fazer aquilo que melhor se adapta a sua realidade e desejo.

conciliar maternidade e trabalho

Voltar ao trabalho?

Voltar ao trabalho é uma escolha muito individual. Ela pode trazer culpa, medo, insatisfação. E para além de uma questão financeira, deixar o trabalho pode trazer insatisfação pessoal.  Pode ser muito cansativo, mas fazer o que te faz feliz é essencial. É possível conciliar maternidade e trabalho e ser boa nas duas coisas.

Um bom planejamento ajuda muito. Ter uma pessoa de confiança que fique com o seu filho vai te deixar mais tranquila, trabalhar perto de casa ou da creche que a criança fica pode facilitar nas horas de buscar ou até para continuar com a amamentação e, além disso, programar a rotina e como serão os momentos em que chegar em casa facilita na organização.

O mais importante sempre é investir na qualidade dos momentos junto com o filho, então mesmo que você tenha muitas coisas para fazer, como por exemplo, cozinhar, deixe o pequeno perto, faça desse um momento de vocês, e se ele for maiorzinho, pode inclusive te ajudar, lavando os legumes.

Separe também um tempo para brincar do que a criança quiser, e nessa hora, não se esqueça: deixe o celular longe e dedique toda a sua atenção para ela. Esses momentos serão muito importantes para vocês dois.

conciliar maternidade e trabalho

Encontrando alternativas para conciliar maternidade e trabalho

Tenho visto muitas mulheres que depois de se tornarem mães, viram empreendedoras. Começam um negócio próprio, muitas vezes voltado para a maternidade, outras seguindo um sonho, assim conseguem trabalhar e ficar mais tempo com os filhos.

Conseguir diminuir a carga horária, trabalhando meio período também pode ser uma opção e o home office vem crescendo cada vez mais.

É interessante falarmos sobre esse assunto para que as empresas possam perceber que é importante e pensar em soluções para criar condições para que as mulheres possam ser profissionais e mães ao mesmo tempo. E também para que uma mulher possa se inspirar na outra.

E você, como foi a sua volta ao trabalho? Que recursos você encontrou para conciliar maternidade e trabalho?

conciliar maternidade e trabalho

 

 

Bruna Osorio – Psicóloga Clínica

CRP: 06/118617

Facebook: Bruna Osorio Psicologia

 

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

 

Leia mais textos de Comportamento:

A importância das brincadeiras na infância

Os diferentes aspectos da Maternidade

Escolinha ou casa da avó: como fazer a melhor escolha?

Dificuldade de engravidar do ponto de vista emocional

Medo de não amar o segundo filho

A importância do apoio das avós no puerpério

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Comentário
  • Não consegui conciliar a nova rotina e o trabalho… minha filha sofreu com problemas respiratórios e viroses que se espalham no outono/inverno, não tinha com quem deixá-la durante os episódios de crises, febre, etc… a opção foi que eu realmente deixasse minha carreira de lado, ao menos por um tempo. Mas não me arrependo, são momentos únicos que tenho com ela.

    28 de março de 2018