HomeComportamentoComo escolher os padrinhos do bebê?
escolher os padrinhos

Como escolher os padrinhos do bebê?

É uma decisão difícil, não é mesmo? Apesar de uma tradição antiga, escolher os padrinhos do bebê requer bastante reflexão, pois é uma grande responsabilidade e algo que irá acompanhar seu filho pelo resto da vida.

Os padrinhos devem amar, cuidar e serem presentes na vida desta criança, participando dos momentos mais importantes da sua vida. Não é apenas um compromisso do dia do batismo!

Infelizmente não é incomum vermos pessoas que não têm mais convivência com seus padrinhos, enquanto outros os têm como “segundos pais”. E, claro, que preferimos que nosso bebê tenha a segunda experiência!

escolher os padrinhos

Mas então, como tomar essa decisão? Precisa ser ainda na gravidez?

O primeiro passo é não ter pressa para escolher os padrinhos! A decisão deve ser tomada pelo casal, de comum acordo. Então, se há alguma divergência de opinião, não há problema em aguardar, principalmente se o bebê ainda não tiver nascido.

Uma boa dica é aguardar o parto e depois analisar com quem o bebê terá mais afinidade ou quem se mostrará um importante apoio no primeiro ano de vida do bebê. Acredite: depois da empolgação das primeiras semanas, o ritmo de visitas tende a cair e a nova rotina da família afasta amigos que, até então, eram muito próximos.

Amigos ou familiares? Qual é a melhor opção?

Não há uma regra para isso, pois tudo depende da afinidade e da convivência entre os pais e os padrinhos do bebê. A relação deve ser sólida e não ligada apenas por “conveniência”. E, principalmente, deve existir uma confiança mútua de que o afilhado poderá contar com os padrinhos em caso de necessidade.

escolher os padrinhos

Dicas para escolher os padrinhos do bebê:

  • Se escolher um casal de namorados ou marido/mulher, tenha em mente que o ideal é que a relação dos pais do bebê seja sólida com ambos e não apenas com um.
  • Lembre-se que isso também não é uma regra. Você pode escolher pessoas que não tem uma relação em comum, desde que confie em ambos para a responsabilidade.
  • Os pais também devem se perguntar se o bebê se sente bem com os padrinhos. Há afinidade entre eles?
  • A religião também é um ponto a se considerar se for importante para vocês que os padrinhos tenham a mesma fé que a família.
  • Cuidado ao escolher pessoas que morem longe ou que pretendem se mudar em breve, mesmo que tenham muita afinidade atualmente.
  • Também considere as opiniões, valores e princípios morais dos possíveis padrinhos do bebê, que devem ser parecidos com os dos pais para não haver conflitos na educação da criança no futuro.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais sobre maternidade:

Os diferentes aspectos da Maternidade

Escolinha ou casa da avó: como fazer a melhor escolha?

Medo de não amar o segundo filho

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário