HomeComportamentoGravidez psicológica é assunto sério!
mulher imaginando um bebê

Gravidez psicológica é assunto sério!

Enjoos, tonturas, atraso menstrual, dores e inchaços nas mamas, produção de leite, aumento do volume abdominal e do peso: todos esses sintomas são comuns durante a gestação, mas também podem indicar a gravidez psicológica, conhecida como pseudociese.

“As principais causas da gravidez psicológica costumam estar relacionadas à um desejo intenso de engravidar ou à um medo do mesmo. Mas existem outras causas menos comuns, como stress, ansiedade, intensa pressão social ou familiar, solidão, depressão, abuso sexual na infância, infertilidade, abortos de repetição e etc”, explica o médico psiquiatra Filipe Chalela Magalhães.

Normalmente, mulheres com o histórico citado acima apresentam maior pré-disposição para desenvolver a pseudociese. Atualmente, a incidência dessa patologia é de uma em cada 22 mil gestações (0,005%).

Como detectar a gravidez psicológica?

Segundo Magalhães, é fundamental a realização de exames Beta-HCG e de ultrassom abdominal para a comprovação do quadro. Nas mulheres que apresentam secreção de leite, é preciso fazer uma tomografia de crânio e prolactinemia para descartar um tipo de tumor de hipófise chamado prolactinoma.

O psiquiatra explica que, mesmo com provas clínicas, é difícil convencer a mulher que acredita estar gravida há meses, de que na verdade o que ela tem foi criado por sua mente.

O apoio da família é fundamental. Afinal, esse é um momento muito difícil para a mulher. É necessário compreensão e muito suporte amoroso por parte da família. Além disso, os profissionais envolvidos precisam ter uma delicadeza especial com a paciente.

Tratamento

“O tratamento costuma envolver psicoterapia, em especial a psicanálise, muitas vezes sendo sugerido o acompanhamento com um psiquiatra, inclusive, para avaliação de possíveis comorbidades”, conta Magalhães.

Algumas vezes também é indicada a administração de hormônios. O intuito desse tratamento é restauras os aspectos físicos e cessar certos sintomas.

Mesmo com toda evolução da medicina, ainda é muito difícil prevenir a gravidez psicológica. O ideal é que as futuras mamães, especialmente as que tem dificuldade para engravidar, procurem sempre apoio psicológico no planejamento da gestação. Principalmente, após múltiplas tentativas malsucedidas, ou seja, uma atenção integral à saúde da mulher é o indicado para minimizar o risco da gravidez psicológica.

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.