HomeComportamentoA licença maternidade está acabando e agora?
licença maternidade

A licença maternidade está acabando e agora?

Essa é uma pergunta que tira o sono de muitas mães e é uma preocupação que pode aparecer ainda na gravidez. Após meses juntinho com o bebê, cuidando dele em tempo integral, a licença maternidade acaba e esse momento da separação pode ser muito doloroso.

Medo, insegurança, preocupação e culpa são sentimentos que normalmente estão presentes. Às vezes vem a sensação de que você está fazendo tudo errado, que não é uma boa mãe, que o seu bebê não vai mais gostar de você. Esses sentimentos são todos naturais, e fazem parte do processo, que envolve uma mudança muito grande.

Infelizmente, a licença maternidade no Brasil tem uma duração muito curta. O ideal seria que mães e bebês pudessem ter mais tempo juntos. Mas pense nas suas possibilidades, converse com pessoas que já passaram pela mesma situação, peça ajuda e tente decidir aquilo que melhor se encaixa na sua realidade e nos seus sentimentos.

licença maternidade

 

Fim da licença maternidade: voltar ou não ao trabalho?

É comum aparecer a dúvida de voltar ou não ao trabalho após a licença maternidade e essa é uma decisão extremamente pessoal.

Para algumas mulheres a volta ao trabalho pode estar pautada em uma necessidade financeira, como também em uma vontade de continuar feliz e realizada profissionalmente. Nesse caso, parar de trabalhar pode causar uma enorme frustração.

Já para outras mulheres, a escolha de se dedicar exclusivamente ao bebê vem de forma natural e isso também as deixa felizes e realizadas.

Para as mães que decidem voltar ao trabalho, esse é sempre um momento delicado e que precisa de planejamento, para que mãe e bebê aprendam a lidar com a nova rotina.

licença maternidade

 

Tornando esse processo o mais tranquilo possível

O primeiro passo é escolher quem vai cuidar do bebê enquanto você estiver no trabalho, pode ser a avó ou algum outro parente, uma babá, ou colocar o bebê em uma creche. Em todos esses casos, o principal é você estar se sentindo segura.

Visite a creche, conheça o espaço e os profissionais. Se o bebê for ficar com alguém, converse, passe orientações, mostre o que o seu filho gosta, pois quanto mais tranquila você estiver, mais prazeroso do ponto de vista emocional, esse processo será.

É muito importante fazer uma adaptação, começando alguns dias ou semanas antes, para que você e bebê se acostumem com a nova rotina. Apresentar as novas pessoas e os novos ambientes em que o bebê vai ficar também ajuda, para ele conhecer esse novo mundo e começar se sentir seguro.

Converse com o bebê

Não deixe de conversar e explicar para o seu bebê o que está acontecendo! Diga que você está voltando ao trabalho, que é algo que também te faz feliz e que, por mais difícil que seja no começo, vai ser bom para vocês dois.

Ele vai se desenvolver, aprender coisas novas e o mais importante, que você o ama muito e vocês sempre vão se ver no final do dia. Sempre se despeça do se bebê. Não saia sem se despedir, pois pode ser muito assustador para ele e deixar marcas profundas no seu desenvolvimento, se a mãe desaparecer de repente. É fundamental sempre dizer que você vai voltar.

Os bebês, por menores que sejam, entendem o que nós falamos e o que está acontecendo a sua volta. O vínculo que vocês criaram ao longo desses primeiros meses vai permanecer e você continuará sendo uma referência de carinho, amor e cuidado para o seu filho.

licença maternidade

Independente da sua escolha, a culpa é a sua pior inimiga! Livre-se dela, faça tudo com calma, respeitando o seu tempo e o do seu bebê. Lembre-se que além de mãe, você também é mulher e pode ter os seus desejos e as suas ambições, tanto pessoais, quanto profissionais. Isso não faz de você uma mãe ruim.

Não é fácil conciliar o trabalho fora de casa, com o cuidado dos filhos e a própria casa, mas faça dos momentos que você está com o seu filho, os melhores possíveis. Muitas vezes, a qualidade do tempo que se passa junto é mais importante do que a quantidade.

 

 

Bruna Osorio – Psicóloga Clínica

CRP: 06/118617

Facebook: Bruna Osorio Psicologia

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais textos de Comportamento:

A importância das brincadeiras na infância

Diferenças entre Baby Blues e Depressão pós-parto

Você sabe o que é violência obstétrica?

A importância da terapia infantil

Os diferentes aspectos da Maternidade

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.