HomeComportamentoSBP lança Manual de Atividade Física na Infância
Manual de atividade física na infância

SBP lança Manual de Atividade Física na Infância

É na infância que os costumes de uma vida sedentária começam. Somente no Brasil, o Ministério da Saúde aponta que o número de obesos aumentou 60%, nos últimos 10 anos. É preciso estimular as crianças desde bebês a praticarem atividades físicas e se alimentarem bem, usando sempre o lúdico e o divertido. Ao tornar a vida saudável um hábito, teremos, no futuro, pessoas mais dispostas e ativas. Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Pediatria lançou, no último dia 27 de julho, o Manual de Atividade Física na Infância e Adolescência. E nosso post de hoje vai falar tudo sobre ele!

Manual de atividade física na infância

 

Conheça a intenção do Manual de Atividade Física na Infância

Já na primeira infância, especialistas recomendam que sejam feitas cerca de três horas de atividades físicas por dia, evitando, assim, problemas futuros. O Manual de Atividade Física na Infância foi elaborado pensando na comunidade médica de pediatras, para que questionem as atividades de seus pequenos pacientes, mas também conta com recomendações para os pais e educadores físicos responsáveis pelas atividades físicas escolares. Ele também traz um completo quadro de recomendações gerais e divididas por faixa etária, sendo elas: 0 a 2 anos, 3 a 5 anos e 6 a 19 anos.

Apesar da alta na taxa de obesidade ter sido um dos motivadores da criação do Manual de Atividade Física na Infância, esta não é a única preocupação dos médicos. “A obesidade não é o problema em si, é só a consequência”, afirma o pediatra Ricardo do Rego Barros, coordenador do Grupo de Trabalho de Atividade Física da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Dentre as recomendações do Manual de Atividade Física na Infância, estão o incentivo de atividades em ambientes diferenciados e com o objetivo de desenvolver a coordenação motora, como andar de bicicleta, correr, pular, entre outros. Além de excluir o tempo de tela para crianças menores de dois anos, e manter um mínimo de duas horas para crianças maiores.

Dê o exemplo! Não parece um pouco hipócrita da sua parte exigir que seu filho largue os aparelhos eletrônicos, como celular e tablet, se você mesmo não larga o celular?! Aproveite esse tempinho e pratique atividades físicas com ele! Tenho certeza que ambos vão se beneficiar muito! E não somente com os exercícios, mas também fortalecendo o vínculo entre vocês ao passar este tempinho juntos em uma atividade divertida e prazerosa!

Manual de atividade física na infância

 

Confira as recomendações do Manual de Atividade Física na Infância e Adolescência

 

Recomendação geral

Ser fisicamente ativo todos os dias é importante para a promoção da saúde integral de crianças e adolescentes.  É  fundamental  que  as  atividades  sejam  prazerosas  e  adequadas  ao  estado  individual  de  crescimento e desenvolvimento da criança/adolescente.

 

Crianças de 0 a 2 anos de idade

  1. Bebês devem ser incentivados a serem ativos, mesmo que por curtos períodos, várias vezes ao dia.
  2. Bebês que ainda não começaram a se arrastar/engatinhar devem ser encorajados a serem fisicamente ativos alcançando,  segurando,  puxando  e  empurrando,  movendo  a  cabeça, corpo  e  membros  durante  as rotinas diárias e durante atividades supervisionadas no chão, incluindo tempo em decúbito frontal.
  1. Bebês que conseguem se arrastar/engatinhar devem ser encorajados a serem tão ativos quanto possível em um ambiente seguro, supervisionado e estimulante.
  2. Crianças que conseguem andar sozinhas devem ser fisicamente ativas todos os dias durante pelo menos 180 minutos em atividades que podem ser fracionadas durante o dia e ocorrerem em ambientes fechados ou ao ar livre. Os 180 minutos podem incluir atividades leves, como ficar de pé, movendo-se, rolando e brincando, além de atividades mais energéticas como saltar, pular e correr.
  3. Crianças  dessa  faixa  etária  não  devem  permanecer  em  comportamentos  sedentários  por  longos  períodos, exceto  quando  estão  dormindo.  O  comportamento  sedentário  representa  o  tempo  em  que  as  crianças estão fazendo muito pouco movimento físico, como passear de carro ou ficar no carrinho de bebê. Permanecer em comportamentos sedentários por longos períodos não é benéfico para a saúde e para o desenvolvimento da criança e deve ser evitado.
  4. Até os dois anos de vida recomenda-se que o tempo de tela (TV, tablet, celular, jogos eletrônicos) seja ZERO.

 

Crianças de 3 a 5 anos de idade

  1. Crianças dessa faixa etária devem acumular pelo menos 180 minutos de atividade física de qualquer intensidade distribuída ao longo do dia, incluindo uma variedade de atividades em diferentes ambientes e que desenvolvam a coordenação motora.
  2. Brincadeiras ativas, andar de bicicleta, atividades na água, jogos de perseguir e jogos com bola são as melhores maneiras para essa faixa etária se movimentar.
  3. A  partir  dos  três  anos  de  idade  atividades  físicas  estruturadas,  como  natação,  danças,  lutas,  esportes coletivos, entre outras, também podem ser paulatinamente incluídas.
  4. Comportamentos sedentários devem ser fortemente evitados e recomenda-se que o tempo de tela seja limitado em 2 horas por dia, sendo que quanto menos tempo gasto frente às telas será melhor.

 

Crianças e adolescentes de 6 a 19 anos de idade

  1. Crianças e adolescentes dessa faixa etária devem acumular pelo menos 60 minutos diários de atividades  físicas de  intensidade  moderada  a  vigorosa.  Atividades  de  intensidade  moderada  a  vigorosa  são aquelas que fazem a respiração acelerar e o coração bater mais rápido, tais como pedalar, nadar, brincar em  um playground,  correr,  saltar  e  outras  atividades  que  tenham,  no  mínimo,  a  intensidade  de  uma caminhada.
  2. A prática de atividade física superior a 60 minutos fornece inúmeros benefícios adicionais para a saúde.
  3. Atividades de intensidade vigorosa, incluindo aquelas que são capazes de fortalecer músculos e ossos, devem ser realizadas em, pelo menos, três dias por semana. Para a população pediátrica essas atividades podem ser não estruturadas, como brincadeiras que incluam saltos, atividades de empurrar, puxar e apoiando/suportando o peso corporal.
  4. Atividades de flexibilidade envolvendo os principais movimentos articulares devem ser realizadas pelo menos três vezes por semana.
  5. Crianças  e  adolescentes  devem  ser  encorajados  a  participar  de  uma  variedade  de  atividades  físicas agradáveis e seguras que contribuam para o desenvolvimento natural, tais como, caminhadas, andar de bicicleta, praticar esportes diversos, se envolver em jogos e brincadeiras tradicionais da comunidade em que estão inseridas. Estas atividades melhoram os aspectos físico, emocional e social.
  6. Assim como para crianças de 3 a 5 anos de idade, comportamentos sedentários devem ser evitados e recomenda-se que o tempo de tela seja limitado em 2 horas por dia, sendo que quanto menos tempo gasto frente às telas será melhor. Porém, este limite não deve levar em consideração o tempo destinado ao uso de computador para realização de tarefas escolares.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– A importância da natação para os bebês

– A importância da “vitamina S”

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.