HomeComportamentoComo lidar com a separação na gravidez?
separação na gravidez

Como lidar com a separação na gravidez?

Passar por uma separação conjugal é sempre muito difícil, pois é um momento em que o casal entra em contato com muitas questões íntimas e doloridas, com mágoas e ambos acabam perdendo. É a perda de uma história juntos, de sonhos para um futuro, do próprio casamento em si. E quando envolve um bebê que está a caminho, a situação fica ainda mais sofrida e delicada. Não é fácil lidar com uma separação na gravidez.

Separação na gravidez afeta casal e bebê

Gravidez e divórcio são duas experiências difíceis de associar. Os pais nunca esperam ter que lidar com uma separação na gravidez, justamente em um momento que a família está se preparando para crescer.

A separação na gravidez divide, mas também pode trazer alívio, quando a relação está muito sufocante. Independente dos motivos que levaram a essa decisão, se foi uma escolha do casal, ou somente de uma das partes, algumas conseqüências serão sentidas por ambos e podem até mesmo afetar o bebê que ainda está dentro da barriga.

separação na gravidez

É possível que os bebês sintam o que acontece a sua volta, e o que se passa no corpo da mãe, assim se ela está emocionalmente frágil, envolvida em muitas discussões, brigas e gritos, com raiva e está se sentindo muito infeliz, o bebê pode entrar em contato com esses sentimentos, trazendo prejuízos para o seu desenvolvimento.

Por isso, é sempre importante o casal colocar o filho em primeiro lugar. Se a separação for mesmo uma escolha – muitas vezes é a melhor escolha diante de uma relação muito desgastada – essa decisão precisa ser tomada de uma forma consciente e com todo cuidado necessário, pensando em propiciar um ambiente suficientemente bom e saudável para a chegada desse bebê.

Período de mudanças

A gestação já é um período de muitas mudanças, físicas e emocionais, as mulheres têm que lidar com as oscilações de humor e sentimentos por causa dos hormônios. É um momento em que o medo e os pensamentos sobre o futuro estão muito presentes, tanto para a mulher quanto para o homem.

Eles pensam como vai ficar a relação deles a partir de agora, se eles vão conseguir cuidar do bebê, como vai ficar a rotina dessa família, em todas as coisas que vão ter que abrir mão. São muitas transformações na vida dos pais, os papeis são alterados e eles estão começando a se planejar para uma nova dinâmica na vida.

Alguns casais, principalmente aqueles que têm muitas histórias e mágoas não resolvidas, podem ter muita dificuldade nesse momento, que já é por si só um momento de conflito. É um momento em que é preciso ter muito diálogo e parceria, para ter a certeza de que por mais difícil que seja, eles estarão juntos.

Se não existe esse espaço, de conversa e de sonhos compartilhados, essas questões podem ir se tornando monstros no casamento e explodir, até que um, ou os dois, não aguente mais e opte pela separação na gravidez.

separação na gravidez

Sentimentos associados ao divórcio

Caso a situação culmine em divórcio, a gestação pode intensificar a sensação de solidão, a sensibilidade, o nervosismo e a irritação. Muitas coisas vão mudar e a mulher vai precisar lidar com os sentimentos da gravidez e também a tristeza, raiva e os outros sentimentos inerentes da separação. O homem por sua vez, também precisará lidar com sentimentos assim e ainda com a distância, pois não estará mais na mesma casa que o filho.

O pai deve dar assistência à mãe, pagando parte das despesas relacionadas ao bem estar dela, como consultas médicas, psicológicas, alimentação e se envolver na vida do seu filho, criando vínculo e participando de todas as fases do seu desenvolvimento. Também é importante conversar sobre as expectativas de ambos em relação ao acompanhamento do parto e cuidados com o bebê, após o nascimento.

É importante que o casal tente conversar sobre os seus sentimentos e medos, pois muitas coisas precisam ser resolvidas e o bebê deve ser poupado de conflitos e brigas. Para isso, procurar ajuda de um profissional e buscar apoio entre familiares e amigos é a melhor forma de lidar com a separação após a chegada do bebê, pois assim o casal receberá o suporte emocional necessário para se unir em prol do bem estar da criança.

 

 

Bruna Osorio – Psicóloga Clínica

CRP: 06/118617

Facebook: Bruna Osorio Psicologia

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais textos de comportamento:

Culpa materna é sentimento vivenciado por muitas mulheres

Os diferentes aspectos da Maternidade

Medo de perder o bebê é sentimento natural

E quando o amor incondicional não é imediato?

Está com medo do parto? Psicóloga dá dicas de como superar

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário