HomeComportamentoSharenting e a exposição das crianças nas redes sociais
shareting

Sharenting e a exposição das crianças nas redes sociais

Hoje em dia é cada vez mais comum vermos pais compartilhando fotos e vídeos dos seus filhos nas redes sociais e essa prática ganhou até um nome: sharenting. O nome é a junção de duas palavras em inglês, “share” que significa compartilhar e “parenting” que se refere à parentalidade, a função de ser pai ou mãe.

Compartilhar fotos pode aproximar familiares e amigos que moram longe, porém é importante tomar alguns cuidados na hora de expor uma criança na internet.

shareting

Proteja a integridade e bem estar das crianças

Antigamente as fotos tiradas eram colocadas em álbuns e mostradas somente para as pessoas mais próximas da família. Hoje, ainda na maternidade, muitas crianças já começam a ter fotos, vídeos e detalhes da sua intimidade divulgados. A questão aqui não é parar de postar fotos, mas sim pensarmos nas conseqüências do sharenting.

Os pais são sempre muito bem intencionados, querem mostrar aqueles momentos fofos e aquelas situações que os encantou, mas dependendo da situação e da quantidade de fotos, a criança pode estar sendo submetida a uma super exposição.

Os bebês e crianças pequenas ainda não têm condições de opinar, então resta aos pais encontrarem um equilíbrio entre aquilo que querem mostrar e o que realmente pode ser mostrado, pensando sempre em proteger a integridade e o bem estar das crianças.

shareting

Perigos do sharenting

A publicação de fotos pode ferir o direito à privacidade e ameaçar a segurança das crianças, deixando-as vulneráveis.

Não é possível mensurar o alcance de uma foto depois que ela está na internet. Mesmo que os pais decidam apagar depois, muita gente pode ter compartilhado, salvado e até enviado para pessoas que não conhecem o seu filho. Uma vez na rede, dificilmente a foto poderá ser apagada definitivamente.

Quando a foto é tirada do contexto pode ter outra conotação. Existe o perigo da foto ou vídeo cair nas mãos de pessoas com más intenções, como sequestradores, ou até mesmo em sites de pornografia infantil.

Alguns pais postam fotos dos seus filhos em situações íntimas, como tomando banho ou aprendendo a usar o penico. Esse tipo de foto nunca deve ser compartilhada, mesmo que a intenção seja tirar alguma dúvida ou trocar experiências com outros pais que estejam passando pela mesma situação. Novamente, não sabemos quem terá acesso a essas fotos e qual uso fará delas.

Antes de postar uma foto, os pais devem se perguntar se mostrariam uma foto deles mesmos nessas situações. Ou se essa foto poderia constranger o filho de alguma maneira. Mesmo que seja no futuro. Ou ainda, se gostariam que uma pessoa desconhecida tivesse acesso a essa foto.

Se a criança já tiver idade suficiente, um recurso é perguntar se ela gosta da foto e se você pode compartilhar. Assim, vocês podem escolher juntos fotos que não deixem a criança sem graça e diminuem a quantidade de fotos postadas.

shareting

Cuidados na hora de escolher o que será compartilhado

Por uma questão de segurança é preciso estabelecer regras. Por exemplo, você pode configurar a página da sua rede social, tirando-a do modo público, assim somente os seus amigos terão acesso as fotos. Pode escolher, mesmo dentre os seus amigos, quem pode ver as suas postagens, ou também criar um grupo exclusivo para as pessoas que você deseja mostrar as fotos das crianças.

Outra sugestão para conter o sharenting é pedir para familiares não compartilharem as fotos sem a sua autorização, mesmo assim, ainda existe o risco de alguém compartilhar essa foto.

É muito importante evitar mostrar detalhes da rotina, como os lugares que a criança frequenta, fotos com o uniforme da escola e especialmente não postar foto da criança sem roupa. Infelizmente isso acontece entre familiares e até mesmo em alguns grupos virtuais de mães.

Precisamos utilizar as redes sociais com responsabilidade. E não podemos esquecer que as crianças, por menores que sejam, são pessoas e precisam ser respeitadas. Que um dia elas vão crescer e que aquela imagem pertence a ela.

shareting

 

Bruna Osorio – Psicóloga Clínica

CRP: 06/118617

Facebook: Bruna Osorio Psicologia

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais textos de comportamento:

Você sabe o que é violência obstétrica?

Os diferentes aspectos da Maternidade

Medo de perder o bebê é sentimento natural

E quando o amor incondicional não é imediato?

Está com medo do parto? Psicóloga dá dicas de como superar

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.