HomeComportamentoViajar sem o bebê: relato de famosa e dicas para as mamães!
viajar sem o bebê

Viajar sem o bebê: relato de famosa e dicas para as mamães!

Ao segurar o bebê pela primeira vez, um turbilhão de sentimentos invade o coração e você logo percebe que esse é o primeiro dia de uma nova vida — tanto para o pequeno quanto para a mamãe! O amor é tão grande que não cabe dentro do peito e você não consegue nem se imaginar longe daquele bebê tão pequenininho. Então, viajar sem o bebê parece algo inimaginável, mas logo uma inquietação na vida do casal clama por um tempo a sós.

A hora da separação é, sem dúvidas, um dos maiores desafios das mamães, que só de imaginar viajar sem o bebê já ficam apreensivas. A jornalista Rafaela Brites compartilhou os anseios da sua primeira viagem de casal desde o nascimento de Rocco, que completou o primeiro ano recentemente. Confira o texto publicado na íntegra, no portal da Revista Crescer.

Viajar sem o bebê? Rafa Brites compartilha sua experiência

“As férias chegaram. Minhas primeiras férias depois que virei mãe e certamente bem diferentes do que eu imaginei. Na minha cabeça, nesses dias de descanso iríamos nós três (eu, marido e bebê) para algum lugar paradisíaco, assim como essas famílias que vemos no canal Off, sabe? Então, passaríamos o dia na praia e à noite iríamos curtir aquele luau, com Rocco usando um colar de havaiano…

Mas, antes de marcar a viagem, comecei a pensar em questões práticas: onde aquecer a comidinha dele na tal praia deserta? Já levo pronta? Que remédios providenciar? E o soninho da tarde? (Não, ele não dorme em qualquer lugar, como achei que faria.) O que fazer no avião? Ir à noite ou de dia? E por falar em noite, veio algo na cabeça: não existe jantar de casal! Aquele vinhozinho, aquela esticadinha para trocar ideia e quem sabe parar num barzinho… Lógico que não! Temos um bebê no quarto, e o máximo que poderia rolar é um room service. Aqui não tem vovó, nem titia, nem babá.

viajar sem o bebê

Enfim, quando me dei conta, as férias dos meus sonhos eram uma utopia. Passei a ser fã desses casais que saem mundo afora com o filho no sling. Esses pais são ninjas. Eu os vejo, às vezes, por aí, com carrinhos guarda-chuva, térmicas com as comidas, trocando fraldas com uma mão só.

Tenho de admitir que fiquei morrendo de medo de me aventurar e morrendo de pena do casal, querendo dar uma curtida como fez nos últimos sete anos de casados. Assim, decidi: 11 dias em casa, indo para piscinas, encaixando peças nos cubinhos, cantando a música da barata. Isso, para mães que fazem home office ou são donas de casa, pode ser algo de rotina. Para mim, foi maravilhoso. Horas e horas de bobeira com ele, ver como adora os pais em casa o dia todo, fica mais calmo e seguro.

viajar sem o bebê

Agora, tirei quatro dias para o romance. Acionamos a vovó e marcamos uma viagem do casal. Parece algo tão simples, né? Arrumar só a própria mala e sair de casa sem todo o aparato de costume chegou a parecer que eu estava saindo pelada. Mas, no caminho, me sentindo uma péssima mãe, fiz uma pesquisa no meu Instagram perguntando se as pessoas achavam que o casal deveria tirar um tempo a sós. Das 157 mil respostas à enquete, 98% disseram que sim. Confesso que isso me aliviou. Lembrei também dos meus pais, com três filhas, que estão há 50 anos juntos dando as escapadas do casal.

No avião, planejamos a festinha de 1 ano. No táxi, já comecei a abrir as fotinhos. Meu marido, os vídeos. Chegamos ao destino. Dá-lhe WhatsApp enchendo a vovó. “Está tudo bem! Relaxem!”, ela diz. Até que recebi um vídeo dele gargalhando. Sim, ele também é feliz sem mim.

Estou escrevendo para vocês daqui dessa viagem. Foi uma decisão difícil, mas tenho certeza de que, para nós, foi a coisa certa. A pele está uma beleza (risos), e assim conseguimos regar com cuidado nossa família, que se formou por meio de planos, sonhos e paixão desse casal.”

viajar sem o bebê

 

Quer viajar sem o bebê? Confira dicas que vão tornar essa experiência bem mais fácil!

1) Deixe o bebê com alguém que você realmente confie e que já seja do convívio dela. Os avós, como fez a apresentadora Rafa Brites, é uma ótima alternativa.

2) Outra dica é não alterar muito a rotina da criança quando viajar sem o bebê. Se houver a possibilidade do cuidador se “mudar” para a casa da família, durante o período da viagem, melhor! Assim a criança fica no ambiente que ela se sente segura, com seus brinquedos e sua cama.

3) Converse com a criança! Mesmo os muito pequenos merecem uma atenção especial dos pais antes da viagem, onde eles explicam que vão ficar uns dias fora, mas que o amam muito e que ele vai ser muito bem cuidado.

4) Atenção aos detalhes burocráticos! Deixe todos os documentos da criança: certidão de nascimento, carteirinha do convênio e todos os telefones do pediatra.

5) Tenha bom senso! Se a criança estiver em aleitamento materno exclusivo e não aceitar bem alimentos ainda (ou mamadeira), vale aguardar mais um pouquinho antes de viajar sem o bebê.

viajar sem o bebê

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais sobre maternidade:

Os diferentes aspectos da Maternidade

Escolinha ou casa da avó: como fazer a melhor escolha?

Medo de não amar o segundo filho

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.