HomeComportamentoVisitas na maternidade: e se eu não quiser?
visitas na maternidade

Visitas na maternidade: e se eu não quiser?

Pode soar estranho e até indelicado, mas algumas mães não querem receber visitas na maternidade. Ou até por um tempo em casa, nas primeiras semanas do bebê. Os momentos após o parto são um momento muito importante para os pais, que se preparam para uma etapa repleta de desafios. Leia mais aqui sobre a lua de leite, a luz de mel dos pais com o bebê.

É a hora de se conectar com o bebê, aprender a amamentar e se recompor de um parto, muitas vezes difícil. Aquela mãe ainda não sabe reconhecer o choro, muitas vezes ainda não teve a oportunidade de trocar uma fralda ou até de dormir, nos momentos que o recém-nascido permita.

visitas na maternidade

 

Então, por que não negar visitas na maternidade?

É preciso entender que para quem está de fora, o dia de um nascimento do bebê é uma grande festa. A mãe também compreende isso e gostaria de celebrar junto essa felicidade na família. Mas, na prática, é um dia exaustivo física e emocionalmente e, muitas vezes, tudo que a mulher precisa é assimilar o que está acontecendo.

Sem contar com as questões pessoais, que variam de mulher para mulher. Nem todas desejam ser vistas de camisola, algumas recém-operadas, com absorventes, sangrando, com dores e gases, tentando amamentar um bebê pela primeira vez. É um momento íntimo, por mais que seja compartilhado com tantas pessoas. As visitas na maternidade fazem parte da nossa cultura, mas não é um protocolo obrigatório a ser seguido.

Então, não dá para julgar a mãe que deseja privacidade neste momento, assim como também é compreensível a ansiedade dos amigos e da família em conhecer o bebê.

Se você está grávida e não quer receber visitas na maternidade, deve estar se perguntando como controlar essa questão. Como dizer que não quer?

visitas na maternidade

 

Dicas para não causar mal estar

Por mais compreensíveis que as pessoas sejam, algumas podem achar deselegante você pedir para não receber visitas na maternidade. Afinal, todos desejam o melhor para a família e apoiaram a gestante nos momentos importantes da gravidez. Mas, com um pouco de carinho, você pode amenizar qualquer impressão indelicada e explicar os motivos por que você não quer receber as visitas na maternidade. Confira algumas dicas:

  • Você pode enviar um e-mail ou uma mensagem em grupos de amigos e família no Whatsapp, avisando que a família está muito feliz com a chegada do bebê, mas teve dias muito exaustivos e está com dificuldades na amamentação (provavelmente, não será fácil mesmo), por isso só estará recebendo visitas em casa após 15 dias (esse prazo é uma sugestão, defina o que você achar melhor).
  • É simpático enviar uma foto do bebê, até para conter a ansiedade de todos. Muitos só fazem questão de visitar ainda na maternidade porque querem conhecer o rostinho da criança.
  • Se a intenção for limitar o acesso apenas de algumas pessoas, explique isso também. Fale que apenas os avós e os tios de primeiro grau irão visitar o bebê, o que acaba “lotando” o quarto e o hospital não permite mais visitas.

 

Estou grávida, mas não sei se quero ou não receber visitas

Se você não tem uma opinião formada sobre isso, também temos um dica. Primeiramente, é normal! Não se cobre uma posição ainda na gravidez. Você pode ter tido uma gestação super tranquila e não vê a hora de compartilhar o nascimento do bebê, então pode achar que “claro que quero receber visitas”.

Mas nossa dica é aguardar! Aguarde o trabalho de parto, o nascimento e veja como você vai se sentir. Muitas famílias não avisam as pessoas quando o trabalho de parto inicia, até para não criar muita expectativa e comunicam apenas que o bebê já nasceu. Essa é uma estratégia interessante.

Vocês podem informar o nascimento algumas horas depois do parto, para assimilarem como se sentem nesse momento e se desejam, ou não, mais privacidade.

visitas na maternidade

 

Chá de apresentação do bebê

Uma tendência que está crescendo no Brasil é o chá de apresentação do bebê, que pode ser realizado de 30 a 60 dias após o parto. É como se fosse um chá de bebê, mas já com a criança.

É uma forma simpática de receber todos em casa, de uma só vez, evitando também aquelas visitas picadas, que muitas mães não gostam pois se torna uma verdadeira maratona no puerpério.

 

Não é frescura?

Se você não estiver grávida e está lendo este texto, não julgue a mãe que não quer visitas na maternidade. Mesmo que não seja o primeiro filho, cada nascimento é único e cada experiência é diferente. Respeite a decisão da família e, lembre-se, que você terá a vida inteira para paparicar o bebê. Dê espaço por poucas semanas e não fique ofendida. Não querer visitas na maternidade não significa que a mãe não quer você lá e sim que ela precisa de uma oportunidade para se conectar com a pessoa mais importante da vida dela.

 

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Taxa de disponibilidade no parto: cobrança é ilegal

– Conheça os tipos de anestesia para o parto

– Aprenda a detectar os sinais do trabalho de parto

– Benefícios do parto normal para a mãe e bebê

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário