HomeGravidezExamesEntenda o ultrassom 3D e 4D
ultrassom 3D e 4D

Entenda o ultrassom 3D e 4D

Apesar da ultrassonografia 3D e 4D não estar na lista de exames de rotina feitos durante a gravidez, hoje em dia, quase todas as mamães buscam fazê-los para satisfazer a ansiedade de ver o rostinho do bebê antes do nascimento. Mas será que esse investimento vale a pena? Hoje nosso post vai falar tudo sobre o ultrassom 3D e 4D para ajudar vocês a decidirem se vale gastar com mais este exame, ou se compensa aguardar mais um pouquinho e ver o rostinho ao vivo no nascimento. Confira! 😉

ultrassom 3D e 4D

 

Conheça o ultrassom 3D e 4D

A diferença entre elas é simples, a ultrassonografia 3D é a foto do bebê, enquanto o ultrassom 4D é o vídeo do pequeno se mexendo na barriga. Que este exame garante uma dose extra de emoção, isso não podemos negar, não é mesmo?! Vê-lo ao vivo e guardar suas primeiras fotos e vídeos ainda na barriga, é um momento que vai gerar muitas lágrimas e que, com certeza, ficará marcado para sempre na memória!

ultrassom 3D e 4D

Você pode dar sorte de tudo estar perfeito e conseguir um resultado impressionante!!

Mas não apenas para fins estéticos e curiosos o ultrassom 3D e 4D servem, algumas anomalias já detectadas podem ser melhor analisadas ou até precocemente descobertas em uma imagem 3D, como o lábio leporino. Assim, o médico já pode começar a planejar uma possível intervenção ou cirurgia para correção. A imagem em 3D também é capaz de avaliar órgãos internos, como o coração, calculando também volumes.

O período ideal para fazer este exame é entre 26 e 30 semanas de gravidez, pois o pequeno ainda não ocupa muito espaço na barriga da mamãe, e se mexe com mais facilidade.

Se você pretende fazer este exame, não esqueça que a imagem pode não ser tão perfeita como você imagina. Diversos fatores influenciam a qualidade da imagem, desde a posição do bebê, a quantidade de líquido amniótico na frente do rostinho, a localização do cordão umbilical, e até a gordura abdominal da mãe podem atrapalhar na clareza da imagem. Um truque muito utilizado é levar um docinho, como chocolate, para estimular o pequeno a virar e mudar de posição com maior frequência.

É importante lembrar também que este exame é caro e não costuma ser coberto pelos planos de saúde, principalmente se ele for feito somente para matar a curiosidade da família em ver a carinha do bebê. Porém, existem algumas clínicas que fazem descontos especiais se você possui algum plano de saúde.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– A importância da ecografia

– Conheça a importância do Ultrassom Morfológico

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Comentário
  • Adorei as dicas:
    São muito importantes para as mamãe de primeira viagem como eu
    Sempre gosto de ler essas dicas.
    Obrigado

    20 de agosto de 2017
  • Fiz nas minhas gestaçoes e fiqueisimplesmente impressionada como parecia que estava já com o bebé em minhas mãos. .. E quando nasceu pegava o ultrassom e mostrava para os amigos … Achei incrível, fiquei ainda mais feliz em saber que tudo estatudbem com a minha criança!
    Experiência maravilhosa…

    20 de agosto de 2017