HomeGravidezExamesA importância da ecografia
ecografia

A importância da ecografia

Você sabe o que é ecografia? Ela nada mais é do que outro nome dado à ultrassonografia. A diferença entre elas é apenas a referência. A ecografia se refere ao efeito do aparelho de produzir ondas sonoras para o interior do corpo humano, formando ecos para montar as imagens vistas na telinha. Já a ultrassonografia, ou simplesmente ultrassom, faz referência à causa do uso de ultrassom para geração dos ecos. Este é um dos principais exames realizados durante a gravidez, pois tem o objetivo de acompanhar o desenvolvimento do bebê e descobrir precocemente a existência de anomalias. Hoje, nosso post vai falar sobre a importância da ecografia no pré-natal, confira! 😉

ecografia

Conheça a importância da ecografia

ecografiaUm dos exames mais aguardados pelas mamães, a ecografia é a chance de ver seu bebê, mesmo que em uma pequena telinha, a imagem borrada e preta e branca garante um momento de muita emoção, pois esta é a garantia de que ele está bem!  

A Organização Mundial de Saúde recomenda que sejam feitas três ultrassonografias durante toda a gestação, desde que esteja tudo bem e sem maiores problemas, não há a necessidade de outras. Apenas em gestações de múltiplos ou com alguma intercorrência, seu médico deverá avaliar a periodicidade necessária. Vamos conhecer cada uma!

 

11 semanas

A primeira ultrassonografia é feita até a 11ª semana e, normalmente, é transvaginal, pois o bebê ainda é muito pequeno para ser detectado pela barriga. Ela serve principalmente para determinar o tempo de gestação, descobrir a quantidade de bebês e placentas e certificar-se de que o pequeno está no local certo, ou seja, no útero, e não nas trompas.

 

14 semanas

A segunda ecografia é o primeiro Ultrassom Morfológico dos três realizados durante toda a gravidez. Feito geralmente até a 14ª semana, este exame é mais detalhado e tem o objetivo de avaliar o desenvolvimento do bebê e detectar síndromes genéticas e malformações. Apesar do bebê ainda não estar totalmente formado, algumas características são analisadas como a presença do osso nasal e a medida da prega da nuca.

 

21 e 24 semanas

O terceiro ultrassom, segundo morfológico, é realizado no máximo até a 24ª semana e tem o mesmo objetivo do primeiro exame. Determinar malformações e síndromes genéticas como Síndrome de Down e Edward.

Neste exame também é possível diagnosticar, com 100% de acerto, a anencefalia, ou seja, a falta do cérebro no feto. Neste caso, desde 2012 a legislação brasileira permite a interrupção da gravidez.

Outros casos de anomalias graves incompatíveis com a vida também são detectados neste período e, assim como a anencefalia, também permitem que a obtenção de um alvará na justiça para que seja feito o aborto.

 

34 semanas

O quarto e último exame de ecografia é realizado com o auxílio de doppler colorido. Neste exame é analisado o fluxo sanguíneo do cordão umbilical, do coração e da artéria cerebral média, localizada na cabeça do bebê.

Neste exame também é analisada a posição fetal, o comprimento do fêmur, o perímetro cefálico e abdominal (tamanho da cabeça e do abdômen), peso e nível do líquido amniótico.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Conheça a importância do Ultrassom Morfológico

– Exames essenciais no 1º trimestre da gravidez

– Conheça os exames do segundo trimestre de gravidez

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.