HomeGravidezExamesUltrassom na gravidez: quando fazer?
ultrassom 3D

Ultrassom na gravidez: quando fazer?

O teste positivo chega e uma das primeiras perguntas que vem à cabeça das mamães é: quando fazer o primeiro ultrassom na gravidez? 

É natural que as gravidinhas fiquem ansiosas, afinal, é por meio desse exame que dá para escutar o coraçãozinho pela primeira vez, saber se é uma gravidez múltipla e até conhecer o seu rostinho antes do parto. 

ultrassom na gravidez

Mas, quantos deles é necessário fazer ao longo das 40 semanas? Qual sua importância em cada trimestre? Reunimos as principais informações para você ficar por dentro do assunto. Confere aí!

Qual a função do ultrassom na gravidez?

Também conhecido como ecografia ou ultrassonografia, o ultrassom na gravidez é uma etapa fundamental no pré-natal. Esse exame super tranquilo consegue coletar informações importante para avaliar se a gestação está evoluindo de maneira saudável. 

Grande companheira das gravidinhas, ele funciona através de ondas de som, que criam imagens e mostram o bebê, a placenta e o útero. 

Toda mamãe deve realizar três ou quatro ultrassons na gravidez, quando descoberta logo no início. Saiba o que esperar de cada uma delas:

1- Ultrassom transvaginal (de 5 a 12 semanas)

A primeira ultrassonografia normalmente é feita por via transvaginal, para obter melhor visualização do embrião, já que nesse período o feto mede em torno de cinco milímetros. A partir da sexta semana, já é possível ouvir o coração.

Nesse início da gestação, o ultrassom transvaginal já consegue calcular a idade gestacional com precisão e fazer a estimativa da data do parto. Além disso, ele consegue verificar a quantidade de embriões em casos de gravidez gemelar. 

Ele também é fundamental para saber se o bebê está se desenvolvendo no útero ou se trata de uma gravidez ectópica, quando o óvulo fecundado se instala em uma das trompas da mulher. 

ultrassom na gravidez

2- Ultrassom de Translucência Nucal ou Morfológico do 1° trimestre (de 12 a 15 semanas)

Também chamado de morfológico do primeiro trimestre, o exame de translucência nucal avalia riscos de algum tipo de malformação genética ou problemas cromossômicos como síndrome de down, por exemplo. 

Você sabia que a partir da 16° semana, o sexo do bebê pode ser determinado com segurança? Por isso, é normal que as mães realizem mais um exame nesse intervalo. 

3 – Ultrassom morfológico do 2° trimestre (de 20 a 24 semanas)

Nesse exame é verificado cada parte do corpinho do bebê, desde o básico como estatura, idade gestacional até a quantidade de dedinhos. O funcionamento dos órgãos internos como bexiga, estômago, coração e rins também é verificado. 

Estima-se que 80% de distúrbios possam ser identificados e outras vários tipos de más-formações, desde lábio leporino até cardiopatias e problemas renais.

Realiza-se também uma avaliação preliminar das condições da placenta, com o recurso do doppler, que avalia a circulação sanguínea. Caso os nutrientes não estejam passando da mãe ao feto como deveriam, o crescimento do bebê pode ser prejudicado. Observa-se também se o líquido amniótico está em boas condições.

ultrassom 3D

4 – Ultrassom obstétrico (de 27 a 32 semanas)

Esse último ultrassom é focado no crescimento do bebê e na localização da placenta, que já deve estar em sua posição definitiva, ou seja, afastada do colo do útero, que é por onde o bebê vai sair.

Quando ela está obstruindo esse orifício, é chamada de “placenta prévia” e pode impedir o parto normal, além de ser um fator de risco para sangramentos.

Nessa fase final, o ultrassom obstétrico identifica se o pequeno já está em posição cefálica, ou seja, virado de cabeça para baixo e preparado para o nascimento.

Ultrassom 3D e 4D

O ultrassom 3D e 4D não é obrigatório, mas pode ser solicitado pela gestante caso ela queira ver, quase que perfeitamente, como é o seu bebê. Por isso, este exame é realizado após a 34ª semana, fase em que a imagem tem melhor definição.

Quem diria que essa tecnologia, que foi criada na Primeira Guerra Mundial para ajudar na navegação, um dia seria usada para desenhar os contornos do seu filho, não é?

ultrassom 3D

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??

Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

Leia mais:

Graus da placenta: O que significam?

10 imagens de bebês antes e depois do ultrassom 3D

Ultrassom seriada permite saber quando ocorre a ovulação

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.