HomeGravidezDicas, beleza e bem-estarExercícios na gravidez: 1º trimestre exige cuidado
exercícios na gravidez

Exercícios na gravidez: 1º trimestre exige cuidado

Não há dúvidas sobre os benefícios da prática de exercícios na gravidez. A gestante fortalece a musculatura, sofre menos com dores, controla o ganho de peso e tem menos chances de desenvolver doenças, como diabetes gestacional e hipertensão. Mas é comum os médicos pedirem calma no 1º trimestre, que é um período mais delicado e a gestante não deve exagerar.

exercícios na gravidez

Por que reduzir os exercícios na gravidez durante o 1º trimestre?

Os três primeiros meses de gravidez são os mais delicados por conta do risco de aborto espontâneo, que pode ser causado tanto por eventos naturais ou traumas físicos sofridos pela gestante.

Então, de forma geral, os médicos recomendam que as gestantes reduzam a intensidade dos exercícios nesse período. Quem já estava habituada a atividades físicas podem continuar, mas de forma bem mais leve.

Já quem não praticava nenhuma atividade física antes de engravidar, o 1º trimestre não é uma boa hora para começar. O ideal é aguardar a liberação do médico após os três meses.

A gestante pode praticar qualquer exercício?

Caminhada, hidroginástica e pilates são boas alternativas para gestantes que não praticavam exercícios e desejam se tornar mais ativas na gravidez. Além de trazer benefícios para a futura mãe, essas atividades também ajudam na preparação do períneo para o parto.

Após escolher o tipo de exercícios na gravidez, a grávida deve conversar com o médico sobre a liberação para a prática. O atestado é importante pois cada mulher é única. Somente o obstetra que acompanha o pré-natal pode indicar as atividades mais seguras, de acordo com as condições da gestação.

Lembre-se! Essa recomendação é para mulheres saudáveis, sem problemas ou sintomas que comprovem uma gestação de risco. Nesses casos, a prática de exercícios pode ser parcial ou totalmente restrita.

exercícios na gravidez

Atenção aos sinais de perigo!

Quando for autorizada pelo obstetra, a gestante pode seguir com a sua rotina de exercícios físicos na gravidez até as últimas semanas de gestação. Mas fique atenta a sintomas quem pode surgir, que exigem atendimento médico com urgência:

  • Sangramento vaginal
  • Visão embaçada
  • Náusea
  • Tontura
  • Desmaio
  • Falta de ar
  • Palpitações
  • Aumento repentino do inchaço nas mãos, pés e tornozelos
  • Dor aguda no peito ou na barriga
  • Mudança repentina na temperatura do corpo

Também é fundamental manter a hidratação e fazer pausas entre os exercícios, para controlar o aumento da temperatura corporal, que pode causar hipertermia no feto. Outra dica é controlar os batimentos cardíacos com um frequencímetro.

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais

Sintomas da depressão pós-parto: psiquiatra aponta sinais

Sexo pós-parto: tire as principais dúvidas

Tratamentos estéticos pós-parto: esclareça suas dúvidas

Gravidez tardia aumenta riscos de complicações

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário