HomeGravidezDicas, beleza e bem-estarGrávidas, bebês e gatos: as dúvidas mais frequentes
grávidas, bebês e gatos

Grávidas, bebês e gatos: as dúvidas mais frequentes

É muito comum surgirem dúvidas (e muitos palpites) sobre a presença de animais de estimação durante a gravidez. A principal tem relação com os gatos. Além do medo da toxoplasmose, muita gente ainda acredita que os felinos são mais traiçoeiros e não são uma boa companhia para os bebês. Para dar fim a tanta especulação e dar aquela força para você compartilhar informações corretas com amigos e familiares, a matéria de hoje responde as dúvidas mais frequentes sobre a relação de grávidas, bebês e gatos.

grávidas, bebês e gatos

Grávidas, bebês e gatos: as gestantes podem sim conviver com os gatinhos

 

Respondemos às perguntas mais frequentes sobre a relação de grávidas, bebês e gatos

Quando eu engravidar devo doar o meu gato?

Não, de forma alguma. Infelizmente esse conselho é dado por muitas pessoas, mas as gestantes não precisam (e nem devem) ficar longe dos seus gatos. A única recomendação é que a gestante não troque a caixinha de areia do animal. Deixe essa função para o papai ou outra pessoa que não esteja grávida.

 

Gatos que ficam sempre em casa podem contrair a toxoplasmose?

Se o gato tiver nascido em cativeiro e for mantido em casa, sem contato com areia e outros animais contaminados, as chances são menores. Mas é importante manter uma rotina de consultas com o veterinário.

Apenas um exame chamado sorologia ou PCR diagnostica a toxoplasmose no gato. Caso ele esteja infectado, poderá ser tratado. A alimentação também é fundamental para evitar a contaminação. O gato não deve comer carne crua ou que não foi cozida. Prefira ração e comidas enlatadas, que tenham sido indicadas pelo veterinário.

Entenda o que é a Toxoplasmose e como evitar

 

Tenho medo, porque os gatos são menos carinhosos que os cachorros

Assim como há cachorros mais simpáticos e outros nem tanto, os gatos também têm a própria personalidade. São animais com temperamento mais forte e gostam de privacidade, mas muitos são sociáveis e gostam de dar e receber carinho.

Independente de como o seu gato se comporte, deixe que ele conviva com as crianças. Não há perigo se ele não tem histórico de arranhões mais violentos.

 

Como acostumar o gato com o bebê?

Respeite o seu território. Antes mesmo do nascimento do bebê, delimite o espaço do gato e não deixe que ele tenha acesso ao quarto do bebê. É importante para evitar as alergias, principalmente no início. Ele irá se acostumar com o espaço que pode circular e não vai estranhar quando o bebê chegar.

 

Como apresentar o recém-nascido ao gato?

A apresentação deve ser feita logo quando o bebê chegar em casa. Com o pequeno no colo, fique próxima ao gato e mostre que há um novo membro da família. Não faça movimentos bruscos para não assustá-lo e não “esconda” o bebê. Trate a nova dinâmica familiar com normalidade. E continue dando muito carinho ao animal, para ele não achar que foi “substituído”.

 

O gato pode entrar no quarto do bebê?

É importante que cada um tenha o seu espaço, pelo menos no início. Separe os brinquedos e objetos de cada um. Aos poucos, com a sua supervisão, vá liberando passeios do gato pelo quarto do bebê.

grávidas, bebês e gatos

Grávidas, bebês e gatos: os pequenos podem conviver com os felinos em harmonia

 

Os pelos do gato podem prejudicar o bebê?

Os que já tem problemas respiratórios podem sim sentir o efeito. O pediatra deve analisar o grau da doença e recomendar o melhor tratamento. Nos casos mais graves e crônicos, esse pode ser o único motivo que resulte na separação total na convivência entre o gato e o bebê. Mas há estudos que provam que crianças que convivem com animais de estimação são mais resistentes à problemas respiratórios e alergias.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Pilates na gravidez: conheça os benefícios

Conheça os exames de pré-natal

Ensaio gestante na praia: ideias para te inspirar

Descolamento de placenta: entenda o problema

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.