HomeGravidezExamesInfecção urinária na gravidez requer agilidade no tratamento
infeccao-urinaria-na-gravidez

Infecção urinária na gravidez requer agilidade no tratamento

A infecção urinária na gravidez é muito comum, principalmente, no primeiro trimestre de gestação.  

infeccao-urinaria-na-gravidez

De acordo com a Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, cerca de 10% das mulheres têm infecção urinária durante esse período da gravidez.  

As UTIs, Infecções de Trato Urinário, como são denominadas clinicamente, são causadas por uma bactéria chamada Escherichia coli, que está presente na flora intestinal da mulher.  

E, segundo os especialistas, um dos motivos para a infecção urinária acontecer é anatomia feminina que permite com as bactérias percorram um caminho mais curto para chegar à bexiga, causando as infecções.

No caso das gestantes, suas alterações hormonais elevam a quantidade de glicose na urina e, com isso, contribui para a proliferação de bactérias.

E, durante a gestação, a resistência da mulher diminui, o que também facilita a ocorrência de ITUs.  

Com seus sintomas muito incômodos, merecem um cuidado especial e agilidade no tratamento.

Há casos, dependendo do nível da infecção, em que a gestante pode não ter sintomas.

E, quando se dá conta, está em um nível mais alto e provocando ardor ao urinar, dor em baixo ventre, alteração na cor e odor da urina entre outros.  

Segundo os especialistas, é preciso ser ágil no tratamento de infecção urinária na gravidez, pois, além dos incômodos aumentarem, o problema pode potencializar.

A infecção urinária na gravidez em estágio avançado pode provocar também náusea, vômito, febre, calafrios e dor na região dos rins, cenário que pode progredir para as contrações do útero, parto prematuro, hipertensão arterial e até um aborto.

Como prevenir a infecção urinária na gravidez

infeccao-urinaria-na-gravidez-1

No dia a dia, é importante que a gestante cuide da higiene pessoal, beba por volta de 2 litros de água diariamente e evitar segurar a urina por muito tempo.

No mais, para evitar tanto a infecção de urina quanto qualquer outro problema durante a gravidez, é preciso fazer um acompanhamento médico fiel e rigoroso.

Um bom pré-natal, respeitando os pedidos médicos, sobretudo, os exames periódicos de sangue e urina, nos períodos determinado por ele.

A prevenção sempre será a melhor opção!

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.