HomeGravidezParto em casa é opção para gestantes de baixo risco
parto em casa

Parto em casa é opção para gestantes de baixo risco

O parto em casa está se popularizando cada vez mais não só no Brasil, mas em várias partes do mundo. Algumas das possíveis razões é a atmosfera intimista e a segurança do ambiente familiar, somente com pessoas que a futura mamãe deseja e sem o risco de intervenções médicas desnecessárias.  

parto em casa

Mas será que qualquer grávida pode ter um parto em casa?

Não! O parto em casa é uma opção viável para gestantes saudáveis, sem histórico de riscos médicos, como diabetes ou pressão alta. Com condições como essas, a gestante é mais suscetível a alguma complicação e precisa de maior assistência e monitoramento, que só é possível em um hospital.

Confira mais condições onde o parto em casa não é recomendado:

  • Cesariana ou cirurgia uterina anterior;
  • Pré-eclâmpsia diagnosticada;
  • Gravidez de gêmeos ou mais bebês;
  • Bebê na posição pélvica (sentado);
  • Gestantes que não entraram em trabalho de parto naturalmente.

parto em casa

Planejamento é essencial para ter um parto em casa

O parto em casa é uma opção segura se a gestante for acompanhada por profissionais experientes e que tenha um plano de transferência para o hospital mais próximo, caso seja necessário. Esse é um pré-requisito básico para a segurança do parto domiciliar.

Mas é importante ressaltar que esse tipo de parto não é indicado pelo Conselho Federal de Medicina, que acredita que a melhor forma de garantir o bem estar e segurança de mãe e bebê é a infraestrutura de um hospital.

Também é preciso levar em conta os gastos! A família pode checar a cobertura do convênio médico, mas ela não é obrigatória nestes casos. Também é ideal contar com o acompanhamento de uma equipe médica que atende parto domiciliar, parteira, pediatra e até uma doula, que são primordiais para promover todo o apoio que a gestante precisa.

Além da remuneração destes profissionais, que tendem a cobrar mais caro para atender a domicílio, a família também pode ter que arcar com todo o material necessário para o parto.

parto em casa

Dicas para escolher os profissionais para o parto em casa:

  • Verifique se a equipe médica e a parteira possuem experiência com parto domiciliar;
  • Pegue referências e entre em contato com mulheres que fizeram o parto com os profissionais;
  • Faça uma lista de tudo o que será necessário providenciar para o parto (isso envolve desde sacos de lixo, toalhas limpas até uma possível banheira);
  • Não esqueça do pediatra! Ele deve examinar o bebê após o nascimento e indicar os primeiros cuidados, que incluem vacinas e exames neonatais, como o teste do pezinho;
  • Entenda qual será o plano de uma eventual transferência hospitalar e converse com todos os membros da equipe sobre isso em uma reunião antes do parto.

parto em casa

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Parto pélvico: foto viraliza e chama atenção nas redes sociais

– Taxa de disponibilidade no parto: cobrança é ilegal

– Aprenda a detectar os sinais do trabalho de parto

– Benefícios do parto normal para a mãe e bebê

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário