HomeBebêsConheça os benefícios do corte tardio do cordão umbilical
cordão umbilical

Conheça os benefícios do corte tardio do cordão umbilical

O cordão umbilical é a parte que liga o bebê à placenta. Através dele, o feto recebe oxigênio e os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. Este elo é cortado (em um procedimento também conhecido como clampeamento) logo após o parto, mas alguns estudos já sinalizam que aguardar alguns minutos – ou até o que o sangue do cordão pare de pulsar – pode trazer benefícios para a saúde do bebê no futuro. Essa medida é inclusive uma das diretrizes oficiais do Ministério da Saúde do Brasil para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Um recente estudo, comandado pelo American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG), trouxe mais informações sobre estes benefícios. A publicação concluiu que o bloqueio tardio do cordão umbilical aumenta os níveis de hemoglobina do recém-nascido e melhora as reservas de ferro nos primeiros meses de vida, diminuindo a incidência de anemia.

cordão umbilical

 

Corte tardio do cordão umbilical

Segundo o estudo realizado pela ACOG, os benefícios são ainda maiores nos prematuros: há melhora na circulação de transição, no estabelecimento do volume de glóbulos vermelhos, diminuição da necessidade de transfusão de sangue e menor incidência de enterocolite necrosante e hemorragia intraventricular. Para a mãe, não há riscos, mesmo que o parto tenha sido uma cesariana.

O órgão recomenda que os médicos aguardem, pelo menos, 60 segundos para realizar o clampeamento. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS) este tempo de ser de três minutos. O único porém, segundo a ACOG, é o risco aumentado de icterícia. A publicação recomenda sessões de fototerapia em lactentes a termo que tiveram o corte tardio do cordão umbilical e um monitoramento mais criterioso das maternidades em relação à icterícia neonatal.

Mas não é em todos os casos que é possível esperar. Quando a mãe apresenta diabetes gestacional e alterações sanguíneas importantes – como ser portadora do HIV, o elo com a placenta deve ser rompido imediatamente após o parto. Se você está grávida e tem dúvidas sobre o procedimento, converse com o seu obstetra durante as consultas pré-natal.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

Facebook, Instagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

Plano de Parto: o que é e por que fazer?

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário


*