HomeGravidezRemédio para azia pode causar asma no bebê, diz estudo
asma no bebê

Remédio para azia pode causar asma no bebê, diz estudo

Durante a gravidez ocorrem diversas mudanças no organismo e no corpo da mulher por conta da produção extra de hormônios e do bebê em si. A azia é um dos incômodos que marcam esta fase tão importante. Seja por conta do aumento das mudanças hormonais, ou pelo tamanho do bebê, que ao ocupar um espaço a mais, acaba pressionando o estômago. Para o alívio deste sintoma, as mulheres costumam recorrer a medicamentos específicos, porém, estudos recentes publicados na revista científica Journal of Allergy and Clinical Immunology afirmam que o uso destes pode levar ao desenvolvimento da asma no bebê. Hoje nosso post vai explicar tudo sobre a pesquisa!

asma no bebê

Estudos sugerem que a asma no bebê pode estar associada ao uso de remédios para azia na gravidez.

 

Remédio para azia x Asma no bebê

Pesquisadores da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, e de Tampere, na Finlândia, contaram com a participação de cerca de 1,3 milhões de crianças e suas mães, que consumiram medicamentos contra azia durante a gravidez.

A descoberta: as crianças que as mães tomaram remédios bloqueadores H2 contra azia têm mais chances de desenvolver a asma. De acordo com o pesquisadores, algumas substâncias existentes na medicação são capazes de impactar precocemente na formação do sistema imune do bebê, sendo que este contato pode causar futuras alergias depois do nascimento, como a asma.

asma no bebê

O estudo visa reconsiderar o uso de medicações para azia, substituindo por soluções mais naturais.


A gastroenterologista Luciana Lobato, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) esclarece que “pela compilação de dados, os pesquisadores são muito cuidadosos em dizer que isso [aparecimento de asma] é uma suspeita inicial que não deve alterar a conduta do médico. Isso ainda não está comprovado, mas há uma possibilidade”.

Porém, a gastroenterologista afirma que o estudo serve de alerta para os profissionais avaliarem melhor a prescrição desses medicamentos na gravidez, pois eles são capazes de causar alterações oculares e no sistema digestivo, além também, do lábio leporino. No lugar, você pode tentar alternativas naturais, como evitar refrigerantes e diminuir a quantidade de comida.

Milze Rodrigues, ginecologista e obstetra do Centro de Reprodução Humana FertilCare de Brasília analisa que: “quando há falha do tratamento comportamental, está indicado o tratamento medicamentoso com hidróxido de alumínio ou magnésio após as refeições e ao deitar; bloqueadores H2 e inibidores da bomba de prótons”. A ginecologista e obstetra ressalta também a contraindicação do uso de bicarbonato de sódio.

 

Fonte: Revista Crescer

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Alimentação: pimenta na gravidez é permitido?

– Alimentação durante a gravidez

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.