HomeTentantesInseminação ou fertilização: quais são as indicações de cada tratamento?
inseminação ou fertilização

Inseminação ou fertilização: quais são as indicações de cada tratamento?

O sonho de formar uma família nem sempre pode ser concretizado de maneira natural. Muitos casais enfrentam problemas de fertilidade e têm que recorrer aos tratamentos de reprodução assistida, que são procedimentos seguros e eficazes paras quem deseja engravidar. Mas qual tratamento escolher: inseminação ou fertilização?

A inseminação artificial e a fertilização in vitro são os tratamentos mais famosos entre os casais tentantes. Apesar do resultado esperado ser o mesmo – a gravidez, os métodos possuem indicações e taxas de sucesso diferentes. E lembrando: somente um médico pode indicar o tratamento mais adequado de acordo com o histórico clínico do casal. 

inseminação ou fertilização

 

Inseminação ou fertilização: quando procurar ajuda na reprodução assistida?

Os especialistas são unânimes: após um ano de tentativas sem sucesso, o casal deve procurar um médico para verificar se há algo errado. Se a mulher tiver mais que 35 anos, esse prazo é reduzido para seis meses.

Muitas vezes, uma investigação mais criteriosa pode levar o casal à concepção natural sem precisar recorrer à inseminação ou fertilização.

 

▶ Você pode se interessar também:

 

Inseminação artificial: como funciona e quais são as indicações?

Também chamada de inseminação intrauterina, a inseminação artificial consiste em depositar no útero da mulher os espermatozoides que têm excelentes chances de fecundação – isolados previamente em laboratório, após a coleta do sêmen do homem. A mulher passa, previamente, por um tratamento hormonal para estimular a ovulação

Com esta técnica, a fecundação ocorre espontaneamente dentro do organismo materno. É um método mais barato (em relação à fertilização) e tem um índice de sucesso de cerca de 15%. Principais indicações para inseminação artificial:

  • Presença de anticorpos no colo do útero que matam os espermatozoides;
  • Alterações nos espermatozoides (baixa quantidade e motilidade);
  • Alterações uterinas, como endometriose de grau leve.

A inseminação não é indicada caso haja obstruções ou outros problemas nas trompas. Pelo menos uma delas deve funcionar corretamente, para que a fecundação ocorra.

Inseminação artificial: entenda a técnica

inseminação ou fertilização

 

Fertilização in vitro: como funciona e quais são as indicações?

Na fertilização, a mulher também passa por um tratamento hormonal para estimular a produção múltipla de óvulos. Eles são colhidos para serem fertilizados em laboratório, com o sêmen do homem, no qual também foram selecionados os melhores espermatozoides. Os embriões são transferidos diretamente para o útero da mulher. As taxas de sucesso são maiores do que na inseminação, cerca de 40% de acordo com a idade da mulher. Confira em quais casos a fertilização é indicada:

  • Diagnóstico comprovado de infertilidade do casal;
  • Idade avançada da mulher e anos de tentativas;
  • Casais portadores de doenças genéticas;
  • Infertilidade masculina severa;
  • Endometriose moderada a grave;
  • Ausência ou obstrução das trompas.

Fertilização in vitro: 7 mitos e verdades

inseminação ou fertilização

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais

– As causas mais comuns da infertilidade masculina

– Problemas imunológicos impedem a gravidez

– A importância do ácido fólico para grávidas e tentantes

– Alimentos que afetam a fertilidade da mulher

– Estudo aponta que cafeína prejudica a fertilidade nas mulheres

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário