HomeTentantesDicas para EngravidarMétodo Billings para engravidar: Como funciona?
Método Billings

Método Billings para engravidar: Como funciona?

Você já ouviu falar no Método Billings? Ele surgiu na década de 1950, quando um grupo de pesquisadores liderados pelo médico John Billings percebeu que o período fértil da mulher pode ser determinado por uma diferença na textura e quantidade de muco cervical.

Se a mulher aprender a identificar essas alterações, ela poderia utilizar o método para saber quais dias tem mais chances de engravidar.

Método Billings

Entenda o Método Billings

Na época, Billings observou 850 mil análises hormonais e constatou que no ápice de produção do hormônio estrogênio, a mulher apresenta uma quantidade maior de muco cervical. Esse período em que ela ficaria mais úmida também caracteriza a melhor época para engravidar.

Para perceber isso, a mulher deve exercer a auto-observação de três formas. A primeira é a respeito da vagina, que pode parecer seca, úmida, molhada ou escorregadia. Já a segunda é a observação do muco, que pode apresentar forma mais líquida, cremosa ou elástica. A terceira forma é a temperatura corporal, que aumenta cerca de 1º C nos dias férteis.

Como aplicar o Método Billings?

Para aplicar o Método Billings, a mulher deve iniciar a auto-observação na menstruação. Logo após o período, a maioria apresenta um muco leitoso opaco e a vagina fica seca por uns dias. Essa fase – dias após e antes da menstruação – é considerada infértil.

Com a aproximação da ovulação (mais ou menos sete dias após a menstruação), o muco vai se tornando mais firme e abundante e a sensação na vagina é de umidade. Nesta fase, a mulher não está no seu período mais fértil, mas há chances de concepção por que o espermatozoide sobrevive cerca de 72 horas no corpo e pode “aguardar” o óvulo.

Método Billings

Nos dias seguintes, a mulher começa a sentir a vagina muito molhada e escorregadia. A secreção é semelhante à clara de ovo, brilhante e elástica. Se a mulher pegar o muco e pinçar com o polegar e o indicador, vai perceber que é possível “esticá-lo” por até 5 cm. A temperatura basal também sobe. É o período mais fértil do ciclo.

Sabendo de tudo isso, a mulher pode usar essa percepção do próprio corpo para ter relações sexuais no período mais fértil se quiser engravidar. O mesmo vale para quem não deseja uma gravidez, que pode aplicar o Método Billing para prevenir a concepção.

Importante

O Método Billings não é uma ciência exata, pois depende do ciclo de cada mulher, que pode ter variações. Há mulheres com ciclos de 28, enquanto outras têm de 33. Além disso, condições externas podem alterar a ovulação, como estresse, fumo, alimentação, entre outros. Por isso, a técnica prega a auto-observação, sem contagem de datas e número exato de dias.

Curso para aprender o Método de Billings

As mulheres que desejam entender melhor o Método Billings e aprender a fazer a auto-observação de forma mais assertiva podem buscar a orientação de instrutores de MOB (Método de Ovulação Billings). Mais informações no site da Confederação Nacional de Planejamento Natural da Família (Cenplaflam), órgão membro da Organização Mundial do Método de Ovulação Billings.

Método Billings

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

Leia mais:

Engravidar após uso da pílula anticoncepcional demora?

Como engravidar mais rápido? Confira dicas para aumentar a fertilidade

Chás para engravidar: 6 ervas que atuam na fertilidade

Vitamina D é importante para quem quer engravidar

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Deixe um comentário