HomeTentantesExames e TratamentosInfertilidade Feminina: Síndrome dos Ovários Policísticos
Síndrome dos Ovários Policísticos

Infertilidade Feminina: Síndrome dos Ovários Policísticos

Ligada diretamente à dificuldade de engravidar, a Síndrome dos Ovários Policísticos causa ovulação inadequada ou anovulação crônica. Atingindo cerca de 20% das mulheres em idade reprodutiva. Hoje nossa matéria é totalmente dedicada a explicar direitinho tudo a síndrome! Vamos conferir?

Síndrome dos Ovários Policísticos

Fortes dores abdominais são alguns dos sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos.

 

Síndrome dos Ovários Policísticos

Basicamente, a síndrome é uma doença endocrinológica que altera todos os hormônios do ciclo menstrual, fazendo o organismo da mulher produzir uma maior quantidade de hormônios masculinos (androgênios), que criam cistos capazes de modificar a estrutura do ovário, deixando-o até três vezes mais largo.

Síndrome dos Ovários Policísticos

Foto: SOGESP (Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo)

 

Causas

Especialistas afirmam que as causas da Síndrome dos Ovários Policísticos têm origem na genética, fazendo com que mulheres com algum familiar direto, mãe ou irmã, portadores da doença, tenham 50% de chances de desenvolvê-la também. A produção de insulina em excesso pelo organismo também é uma das principais causas da SOP, pois, a maior quantidade desta substância pelo corpo provoca um desequilíbrio hormonal.

 

Sintomas

Para concluir o diagnóstico da síndrome, é preciso que, além do principal sintoma de irregularidade ou ausência de ovulação, a mulher apresente outros sintomas, como:

  • dores abdominais e inchaço durante o ciclo;
  • ciclos menstruais irregulares;
  • queda de cabelo;
  • aumento de peso;
  • manchas na pele, principalmente nas axilas e atrás do pescoço;
  • pêlos grossos e em excesso pelo rosto, seios, abdômen, pernas, axilas e/ou em outros lugares incômodos
  • aparecimento de acne por consequência do aumento da oleosidade da pele;
  • resistência insulínica;
  • e, por fim, a infertilidade.

 

Quando não tratada, a Síndrome dos Ovários Policísticos também pode favorecer o aparecimento de obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, e até câncer de útero.

 

Diagnóstico

O diagnóstico costuma ser feito por meio de exames laboratoriais, clínico e ultrassonografia ginecológica. Porém, vale lembrar que é preciso que o médico elimine outras doenças, capazes de apresentar sintomas similares à Síndrome dos Ovários Policísticos, como suspeitas. Tais como, problemas na glândula supra-renal ou na tireóide, para isso, a ultrassom solicitada deverá ser associada à exames de dosagem hormonal (FSH, LH, Estradiol, TSH, S-DHE, Testosterona total, 17-OH progesterona) e curva de insulina associada à curva glicêmica.

 

Tratamento

Dependendo da situação em que a síndrome se encontra, o tratamento mais utilizado para diminuir a produção de hormônios masculinos, consiste no uso de anticoncepcionais, seja em formato de pílula, anéis vaginais, injeções e até implantes subcutâneos. Alguns medicamentos não anticoncepcionais também podem ser utilizados para o tratamento da doença.

Você também pode diminuir os níveis de androgênios e a resistência a insulina mudando seu seu estilo e vida. A prática de atividades físicas e uma alimentação correta ajuda bastante neste quesito, pois facilita a perda de peso.

 

Gravidez

Mesmo que a síndrome cause infertilidade, controlando o distúrbio com as medicações corretas, mantendo uma vida saudável, e deixando os ovários “respirarem” um pouco, é possível que você volte a ovular. Das mulheres submetidas a estes tratamentos, cerca de 50% a 80% voltam a ovular, sendo que até 50% consegue engravidar sem outras intervenções.

O médico pode prescrever o uso de indutores de ovulação, ou, em casos mais graves, a Fertilização In Vitro, ou FIV também, pode ser recomendada.

 

 

Não quer perder nenhuma de nossas dicas??
Siga todas as nossas redes sociais

FacebookInstagram (@ficargravida) e Pinterest.

 

 

Leia mais

– Problemas imunológicos impedem a gravidez

Compartilhe:
Classifique este artigo

O Ficar Grávida é um blog com conteúdo voltado para mulheres que estão grávidas, já são mamães e também para as que querem engravidar. Aqui, nós conversamos sobre gravidez, filhos, saúde, comportamento, decoração, histórias inspiradoras e muito mais! Entre em contato com a gente!

redacao@ficargravida.com.br

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.